sábado, 2 de abril de 2022

Felipe Camarão faz balanço de seis anos de gestão na Seduc

“Eu permaneci no governo do estado por 7 anos e 3 meses, 87 meses para ser mais preciso. E como Secretário de Educação foram 06 anos e 25 dias. Foram momentos desafiadores, mas, também inspiradores. Tive a honra de ser o secretário que mais tempo ficou no cargo da Seduc, com apoio do Governador Flávio Dino, melhor governador do Brasil, a quem sou muito grato. Com isso, a gente pôde realizar muita coisa importante ao longo desse período”, destacou o secretário Felipe Camarão, nesta quinta-feira (31), ao fazer um balanço de sua gestão.

O secretário Felipe Camarão destacou diversas ações que são marcas de sua gestão no governo Flávio Dino. “Eu destaco a implantação das escolas em tempo integral; a implantação dos IEMAS; o Pacto pela Aprendizagem em regime de Colaboração com as prefeituras municipais; a valorização dos profissionais da educação, essas são marcas importantes de nossa gestão”, expressou.

Camarão também destacou o valor salarial dos profissionais da educação e ressaltou os avanços da educação do Maranhão. “O governador Flávio Dino pagou o melhor salário do Brasil. Hoje está ali disputando o 1º e o 2º lugares com o Mato Grosso. Houve também melhoria dos índices educacionais. O IDEB do Maranhão melhorou sobremaneira, saiu do 24º lugar e hoje é o 13º melhor do Brasil. Entre as capitais, São Luís é a 6ª melhor do país e, no Nordeste, o Maranhão é o 3º melhor estado. Esses são números superlativos”, frisou.

Felipe Camarão ressaltou ainda o acesso de estudantes da rede pública à universidade e destacou a importância do Programa Escola Digna, que possibilitou a entrega de milhares de equipamentos educacionais em todo estado e fortaleceu a educação de crianças, jovens e adultos do Maranhão.

“Durante o período de nossa gestão à frente da Seduc, sempre a rede estadual manteve mais de 80% de aprovação no vestibular da UEMA com os egressos da rede pública; com o maior programa educacional da história do Brasil, entregamos 1.500 obras educacionais, isso é um marco na história do Maranhão”, assinalou.

Camarão pontuou algumas de suas ações, durante os anos de sua administração. “Modestamente, Flávio Dino e eu conseguimos superar marcas importantes de Leonel Brizola e Darcy Ribeiro, um marco histórico: maior número de construção e reforma de escolas da história do estado, construção de bibliotecas, quadras poliesportivas; implantamos a gestão democrática, compartilhada; eleição de gestores; eleição de Grêmios Estudantis, entre tantas outras ações”, exprimiu.

A Educação Integral também teve destaque na fala do secretário Felipe Camarão. “A Educação Integral é uma oportunidade de construção na vida dos nossos jovens, e os impactos são gigantescos em todos os aspectos, na saúde, por exemplo. As estatísticas mostram que quando o estudante entra na escola de Tempo Integral, recebe uma alimentação equilibrada, justa, saudável, de qualidade, 03 refeições por dia na escola, melhora a sua saúde”, disse.

Ainda sobre o ensino em tempo integral, o secretário falou das ações para garantir direitos aos estudantes. “Na maioria das vezes, os pais que precisam trabalhar para sustentar a família, não têm tempo de dar essa atenção e às vezes não tem como garantir esse alimento adequado. Então, na escola de Tempo Integral o estudante tem direito à alimentação, cultura, lazer, ao esporte, e isso tudo impacta na sociedade. E claro estão cercados de profissional capacitados, qualificados. Esta é a principal virtude das escolas de Tempo Integral”, proferiu.

Durante a coletiva de imprensa, o secretário Felipe Camarão também fez referência aos cursos ofertados pelos IEMAS Vocacionais, que têm ajudado milhares de pessoas a garantir emprego e renda. “Por meio dos IEMAS Vocacionais com a oferta dos cursos profissionalizantes, nós formamos milhares de pessoas, que hoje estão no mercado do trabalho gerando emprego e renda, combatendo um dos efeitos da pandemia que foi o desemprego”, enfatizou.

Felipe Camarão falou ainda de outras ações do governo que possibilitaram o fortalecimento da educação no estado. “Nesses últimos anos, o Maranhão foi o único estado do Brasil que criou uma Universidade Pública Estadual. Um mérito do governo Flávio Dino, um marco importante na história da educação do Maranhão, que tem que ser reconhecido”, emitiu.

A gestão de Felipe Camarão foi marcada por diversas conquistas, mas o secretário enfrentou o que considerou o maior desafio de sua vida profissional. “A suspensão das aulas presenciais por mais de um ano e meio, por causa da pandemia, dificultou o andamento de obras educacionais, mas principalmente da parte pedagógica. Esse foi o nosso maior desafio, o maior desafio da minha vida profissional, assim como foi da vida do governo Flávio Dino”, expressou o secretário.

Depois de deixar a pasta da Educação, Felipe Camarão revelou quais serão os próximos passos de sua vida. “Agora é continuar em sala de aula, uma vez que sou professor na Universidade Federal do Maranhão, volto também para a Procuradoria Federal da União, onde tenho uma carreira como Procurador Federal, e vou me preparar para ingressar na vida política eleitoral, como candidato”, concluiu.

0 comentários:

Postar um comentário

Curta a Página do Blog do Neto Weba


NAVEGUE COM A MELHOR INTERNET

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO