quinta-feira, 24 de março de 2022

VÍDEO: Delegados da PF explicam como presidente da Câmara ‘Elizeu de Tantan’ e o prefeito Luciano desviaram dinheiro da merenda escolar

Via Domingos Costa


    

Os delegados da Polícia Federal Leandro Ribeiro e Felipe Cardoso, chefe da Delecor – Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros e titular do Combate ao Crime Organizado, respectivamente, explicaram durante coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (23) na Superintendência da Polícia Federal no Maranhão, como o prefeito do município de Pinheiro, Luciano Genesio, e o presidente da Câmara de Vereadores Elizeu Rodrigues Furtado, o Elizeu de Tantan, desviaram recursos dinheiro público da merenda escolar.

Leandro Ribeiro e Felipe Cardoso afirmaram que o prefeito e o vereador tiraram da boca dos crianças que estudam na rede pública municipal de ensino algo em torno de 3,4 milhões de reais por meio da associação controlada pelo parlamentar. Os delegados revelaram que notas fiscais frias foram emitidas pela entidade simulando compras de merenda escolar da produção de pequenos agricultores [tudo apenas de mentirinha].

Depois de recebido o pagamento da prefeitura, a associação controlada pelo vereador fazia transferências bancárias para outras empresas e, estas, realizavam outras transações bancárias para terceiras empresas. Assim, até os recursos públicos chegarem nas contas do prefeito e de aliados políticos que recebiam o dinheiro em forma de propina. Recursos esses federais, oriundos do  FNDE – PNATE – (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – Programa Nacional de Alimentação Escolar).

Prefeito Luciano e o presidente da Câmara são apontados "cabeças" do esquema de desvio de recursos da merenda escolar.

Prefeito Luciano e o presidente da Câmara, Elizeu do Tantam, são apontados “cabeças” do esquema de desvio de recursos da merenda escolar.


0 comentários:

Postar um comentário

Curta a Página do Blog do Neto Weba


NAVEGUE COM A MELHOR INTERNET

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO