terça-feira, 10 de agosto de 2021

Estudantes e professores protagonizam Dia Internacional da Superdotação


“Este é um dia muito importante ‘pra’ gente, porque é uma data em que podemos ser mais conhecidos e explicar para as pessoas que alta habilidade é uma coisa normal. Qualquer pessoa pode ter”, revelou Jainara da Silva Elias, estudante do NAAH/S (Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação) Joãosinho Trinta. A aluna foi debatedora de uma das mesas redondas realizadas pelo Núcleo, em alusão ao Dia Internacional da Superdotação, comemorado em 10 de agosto.

Durante todo o dia, o Núcleo, que é um órgão da Rede Pública Estadual de Ensino de apoio pedagógico voltado e aprimoramento das potencialidades de estudantes com características de altas habilidades/superdotação, realizou mesas redondas para discutir temas variados que envolvem as altas habilidades.

Jainara da Silva Elias, Rafael Bayma, Maira Mouzinho, Walter Gabriel Monteiro Costa e outros colegas contaram, em uma das mesas redondas, suas histórias de vida e como o NAAH/S tem contribuído para processo de desenvolvimento das altas habilidades/superdotação de cada um.

“Às vezes, as pessoas acham que somos anormais, mas qualquer pessoa pode ter alta habilidade. O NAAH/S nos ajuda a vencer as batalhas que os alunos com altas habilidades/superdotação enfrentam no dia a dia”, revelou Jainara.

“Esse dia traz uma valorização e visibilidade para nós, porque os jovens com altas habilidades passam despercebidos algumas vezes na sociedade. Então, esse dia deixa a gente muito alegre também”, completou o estudante Rafael Bayma.

A Maira Mouzinho, do grupo de musicalidade destaca a importância do Núcleo no desenvolvimento de suas Altas Habilidades em música. “A coisas que a gente enfrenta são difíceis. Foi através do Núcleo que pude encontrar uma família, pude alcançar os meus sonhos. Aqui somos estimulados a seguir nossos objetivos, de chegar na sociedade e mostrar que somos capazes. O Núcleo traz um amor para todos nós”, ressaltou.

“O que o NAAH/S é ‘pra’ mim? É como um alicerce nesse mundo que nos considera anormais”, relatou Walter Gabriel Monteiro Costa, aluno com Altas Habilidades em Geografia, História e Biologia.

O gestor geral Fabiano Tájra destacou que a programação realizada pelo NAAH/S teve um significado especial, pois possibilitou que os próprios alunos do Núcleo fossem os palestrantes e compartilhassem suas histórias. “Foi um evento ímpar. Os nossos estudantes foram os protagonistas, falando sobre altas habilidades/superdotação, como acontece o atendimento do Núcleo. Foi muito gratificante”, expressou.

O Núcleo

O NAAH/S Joãosinho Trinta foi implantado em 2006, está ligado à Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e já atendeu a milhares de estudantes. Só nos últimos seis anos, mais de mil crianças, adolescentes e jovens maranhenses receberam o suporte do núcleo, que oportuniza construção do processo de aprendizagem e amplia o atendimento, para o pleno desenvolvimento das potencialidades desses alunos.

Em 2017, o Núcleo de Atividades em Altas Habilidades/Superdotação Joãsinho Trinta ganhou uma sede própria, no bairro da Cohab. Em 2020, passou por uma ampla reforma pelo Escola Digna, que garantiu à comunidade escolar uma estrutura aconchegante, além de ter sido totalmente equipado para atender às necessidades dos estudantes.

O NAAH/S está organizado com Salas de Recursos Especializadas para atendimento às necessidades educacionais especiais dos alunos. Além disso, dispõe de espaço para apoio pedagógico aos professores e orientação as famílias de alunos com Altas Habilidades/Superdotação.

0 comentários:

Postar um comentário

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO

Internet de Qualidade