sexta-feira, 29 de maio de 2020

Lima Campos: isolamento social para salvar viudas
Distante cerca de 260 quilômetros de São Luís, a cidade de Lima Campos é a primeira do Maranhão fora da Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa) a decretar o lockdown (bloqueio total) para conter a disseminação do coronavírus.

Com pouco mais de 10 mil habitantes, a decisão do prefeito Jaílson foi tomada no mesmo dia em que o município chegou a 231 casos confirmados da doença, com oito óbitos ao total. Com pouca estrutura hospitalar para atender toda a população, Lima Campos entrará em lockdown a partir desta quinta-feira (28), que se estenderá até o próximo dia 04 de junho.

A medida é baseada Decreto 35.831 editado pelo governador Flávio Dino no dia 20 de maio, que assegura que os prefeitos poderão deliberar medidas mais rígidas do que as referidas pelo decreto governamental, podendo chegar ao lockdown, dependendo dos indicadores epidemiológicos e da oferta de serviços de saúde.

A partir de amanhã, Lima Campos terá instalação de barreiras sanitárias na entrada e na saída da cidade. Todo comércio não essencial estará completamente fechado, sob pena de multa e cassação do alvará. E a feira livre está suspensa por sete dias. Ficam suspensas também as linhas de transportes alternativo de passageiros com saída ou chegada ao município.

Fica proibida a venda de bebidas alcoólicas em bares, supermercados e depósitos, bem como seu transporte e consumo em espaços públicos e privados, com aglomeração. O uso de máscaras é obrigatório em toda a cidade.

Lima Campos ainda instituirá o toque de recolher nesses sete dias – sempre a partir das 9 da noite até às 5 da manhã do dia seguinte. “Portanto, proibida a circulação nas ruas de pedestres, motocicletas e carros, na cidade”, diz a nota da Prefeitura. Também está proibida a circulação, em qualquer horário, de crianças e adolescentes menores de 16 anos.

No lockdown de Lima Campos, os comércios essenciais funcionarão de 8h às 18h, e deverão tomar todas as medidas de segurança com os funcionários e clientes – disponibilizando álcool em gel, e limitando o número de pessoas no interior do estabelecimento.

Todos os cidadãos limacampenses poderão comunicar à Polícia e à Guarda Municipal qualquer desobediência a essas medidas.

Que a decisão da Prefeitura de Lima Campos sirva de exemplos para outros municípios maranhenses em que os casos de coronavírus estão em grande expansão. O melhor remédio é o isolamento social, e o lockdown é um grande aliado para manter as pessoas em casa.

Via Garrone

0 comentários:

Postar um comentário