quinta-feira, 1 de novembro de 2018


A Polícia Civil deflagrou a operação Águas Boas que culminou na prisão do policial militar reformado, José Nascimento Freitas Matos, o “Nhô”, e Jaldenir Rabelo Amaral, conhecido “Jal”. Eles são acusados de integrar grupo extermínio em Icatu.

Segundo informações policiais, a dupla é suspeita de assassinar Bruno Pinheiro dos Santos e Werner da Silva Assis Costa, o “Negão”, os casos ocorreram em Icatu.

De acordo com as investigações do Departamento de Homicídios do Interior, o cabo reformado José Nascimento Freitas Matos, apontado como o líder do grupo e os demais integrantes, usavam roupas de policiais para assassinar pessoas que teriam ligação com o tráfico de drogas na região.


Durante a operação, foram apreendidas diversas armas de fogo, sendo espingardas e revólveres. Além de inúmeras munições de calibres .40, 12, .45, coletes balísticos, botas, bala-clavas, lanternas táticas, fardamentos de segurança privada e da Polícia Militar do Estado. Todo os material foi encontrado na residência do policial reformado.

Os suspeitos foram encaminhados para a sede da Superintendência de Homicídios, em São Luís, onde foram tomados as providências cabíveis. Na ocasião, José Nascimento também foi autuado em flagrante delito por ilegalidade da posse do armamento e munições.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração