quarta-feira, 6 de julho de 2022

Justiça manda soltar militar que matou jovem a tiros em Coroatá

 

A Justiça do Maranhão mandou soltar, nesta terça-feira (5), o militar reformado da Marinha, José Eustáquio Primo Maia, de 51 anos, que matou a tiros a adolescente Clara Eduarda de Sousa Abreu, de 17 anos, em um arraial no município de Coroatá, a 250 km de São Luís.

O militar assassino tinha sido preso em flagrante e estava detido no quartel do Exército, em São Luís. Ele vai responder ao processo em liberdade.

De acordo com informações policiais, José Eustáquio teria tido um desentendimento com o namorado de Clara Eduarda na madrugada do último sábado (2). Em meio à discussão, o militar sacou uma pistola e tentou atirar no homem, mas acabou atingindo Clara com um tiro na região do tórax.

A jovem chegou a ser socorrida, mas acabou não resistindo aos ferimentos e morreu. José Eustáquio foi preso no local do crime por policiais militares que estavam fazendo a segurança do arraial.

“Ele foi autuado pelo crime de homicídio, alegou uma legítima defesa e, no caso, um erro de execução, quando os disparos atingiram essa adolescente, mas ele foi autuado e a versão dele vai ser analisada, inclusive vai ser realizada perícia. A versão de outras pessoas que estavam presentes e imagens que surgiram também serão analisadas”, afirmou o delegado Fábio Cordeiro, que está no comando das investigações do crime.

Com informações do G1 MA

0 comentários:

Postar um comentário

Mais velocidade pra você

Mais velocidade pra você

Curta a Página do Blog do Neto Weba

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO