sexta-feira, 27 de maio de 2022

PF diz que empresário Welker Rolim pagou propina para Felipe dos Pneus

Inquérito sigiloso da Polícia Federal aponta que empresário Welker Rolim pagou propina para o prefeito afastado de Santa Inês, Felipe dos Pneus. O dinheiro teria servido para bancar parte da reforma da casa do gestor avaliada em R$ 1,8 milhão.

As obras foram realizadas empresa MDVARQUITETURA e teve custo milionário, de acordo com os investigadores.

Segundo a Polícia Federal, o imóvel foi vendido por Andreia de Sousa Sales, gestora da empresa Silva Sales Home Center, que é filial da Irmãos Silva Sales Ltda. Andreia estava nomeada como secretária de Indústria, Comércio e Turismo da gestão de Felipe dos Pneus.

No documento, a autoridade policial destacou que, em consulta ao Sistema de Acompanhamento de Contratações Públicas do TCE, foi encontrado um contrato formalizado entre a prefeitura e a empresa vinculada a suposta vendedora da casa, cujo objeto é aquisição de materiais de construção, materiais elétricos e hidráulicos no valor de R$ 761.492,80 mil.

Para a PF, o acordo contratual foi formalizado para custear parte do valor da venda/reforma da residência do prefeito afastado..

Em outro diálogo interceptado, Felipe dos Pneus manda para Antônio Neto os dados da empresa Irmãos Silva Sales e em seguida o operador do esquema envia um comprovante de transferência bancária em nome da WR Comércio e Construção no valor de R$ 50 mil. A empresa é Welker Rolim, dono do grupo que movimenta milhões de reais em Prefeituras do Maranhão.

A WR, de acordo com as investigações, possui contrato com a Prefeitura de Santa Inês.

Os investigadores identificaram ainda que a empresa de Rolim recebeu um pagamento de R$ 81.551,10 mil do Executivo no dia em que fez a transação bancária para empresa de Andreia.

“Ou seja, é possível inferir que parte da “propina” paga pela empresa WR COMERCIO E CONSTRUÇÃO em razão da formalização de contrato com a Prefeitura de Santa Inês tenha sido os R$ 50.000,00 depositados em favor da empresa IRMAOS SILVA SALES, responsável pela venda da casa ao Prefeito”, diz a PF.

Durante o processo investigatório, os federais encontraram o comprovante de transferência enviada por Antônio Neto para Felipe dos Pneus com uma anotação na parte de baixo com a escrita “REFORMA”. O documento diz que o dinheiro saiu da conta da WR.

A empresa MDVARQUITETURA, da arquiteta Magda Caroline Dias Vale, recebeu pagamento de R$ 10 mil da Azmon, firma fictícia criada com o aval do prefeito afastado para movimentar verbas oriundas de propina. A informação foi constatada após a quebra do sigilo bancário.

O empresário Welker Rolim já foi denunciado por participar de um esquema que fraudou uma licitação de R$ 6.405.600,00 milhões durante a gestão de Domingos Dutra, em Paço do Lumiar (reveja aqui).

0 comentários:

Postar um comentário

Curta a Página do Blog do Neto Weba


NAVEGUE COM A MELHOR INTERNET

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO