sábado, 15 de janeiro de 2022

Pinheiro: prefeito pode ter carreira encerrada e vice tem o desafio de comandar Princesa da Baixada

Ana Paula Lobato vai assumir a Prefeitura de Pinheiro com o afastamento de Luciano Genésio pela Justiça


A partir de Segunda-Feira (17), Pinheiro, um dos maiores e mais importantes municípios maranhenses, com 84.160 habitantes, terá novo prefeito: Ana Paula Lobato (PDT), vice-prefeita que assumirá temporariamente o comando municipal por causa do afastamento judicial do prefeito Luciano Genésio (PP), acusado de corrupção. A vice-prefeita foi convocada e será empossada pela Câmara Municipal por ordem do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, por tempo indeterminado, uma vez que o afastamento do prefeito não tem data para terminar. A queda do prefeito de Pinheiro e a troca de comando no município com a ascensão da vice-prefeita tem forte impacto no cenário político estadual, uma vez que fragiliza a situação do PP, que perde o comando do 13º município maranhense, fortalecendo o PDT, que ganha o controle da Rainha da Baixada, conhecida nacionalmente como cidade-natal do ex-presidente José Sarney.

O prefeito Luciano Genésio corre o risco de não mais retornar ao comando municipal. Isso ocorrerá se a Justiça, com base nas robustas provas coletadas nas investigações feitas pela Polícia Federal na Operação Irmandade, concluir que ele montou mesmo e operou uma organização criminosa que desviou parte de R$ 36 milhões de contratos firmados pela Prefeitura com empresa que seria do próprio gestor pinheirense por meio de fraudes licitatórias. O afastamento dele, portanto, não surpreendeu. A medida judicial foi desdobramento do processo de investigação, que começou há mais de um ano, quando a denúncia de corrupção estourou, apontando-o como chefe da organização criminosa que desviou verbas do Fundo Nacional de Saúde (FNS) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

Na operação de quarta-feira (12), realizada em São Luís, Pinheiro e Palmeirândia, a Polícia Federal cumpriu 11 mandados de busca e apreensão e 10 mandados de sequestro de valores. Na residência do prefeito em São Luís apreendeu dinheiro vivo e joias.

Luciano Genésio divulgou nota com o seguinte teor: “Com serenidade e humildade enfrentaremos esse momento apresentando a nossa defesa e estando sempre à disposição das autoridades. Enquanto prefeito eleito majoritariamente pela vontade popular continuarei fiel às minhas obrigações e aos pinheirenses, e espero seguir trabalhando pelo melhor para o município de Pinheiro”.

Enquanto o processo estiver em andamento, Luciano Genésio não poderá entrar no prédio da Prefeitura de Pinheiro, fazer contato com outros acusados nem se ausentar da comarca onde reside. A Polícia Federal fez as contas e acredita que, se for condenado pelos crimes de que é acusado, corre o sério risco de ser condenado a até 34 anos de cadeia. Isso significará fatalmente o fim da sua carreira política.

Luciano Genésio chegou à Prefeitura de Pinheiro em 2016, no vácuo aberto pelo desgaste do prefeito Filuca Mendes (MDB), que controlou o município por vários anos. Filho do ex-prefeito José Genésio, que também enfrentou denúncias de desvio de dinheiro público, o jovem político pinheirense ascendeu como uma promessa de renovação. Membro destacado do PP, fez uma aliança com o PDT, que indicou para vice Ana Paula Lobato, neta do ex-prefeito Pedro Lobato e esposa do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB). E ao assumir o comando municipal nesta Segunda-Feira, Ana Paula Lobato assumirá o desafio ético de afastar a Prefeitura de Pinheiro da chaga da corrupção e colocar o município nos trilhos.

No campo político, o afastamento do prefeito Luciano Genésio – pelo qual ele próprio é o único responsável, vale ressaltar -, e a ascensão da vice-prefeita Ana Paula Lobato podem favorecer a pré-candidatura do senador Weverton Rocha (PDT) ao Governo do Estado. E como presidente municipal do PDT pinheirense, ela poderá consolidar o trabalho que já vinha fazendo de fortalecer o partido em Pinheiro e na região. Ana Paula Lobato, que tem demonstrado que é politicamente voluntariosa e determinada, tem agora a chance de mostrar que, respeitando o limite ético de gestor temporário, está pronta para comandar a cidade.

Via Repórter Tempo

0 comentários:

Postar um comentário

Curta a Página do Blog do Neto Weba


NAVEGUE COM A MELHOR INTERNET

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO