sábado, 22 de janeiro de 2022

Maranhense preso por morte de grávida e criança é encontrado morto em presídio em Goiás


Natural de Governador Nunes Freire, Wanderson, foi preso por assassinar a mulher grávida de 4 meses, a enteada, de 2 anos e 9 meses e um caseiro.


Maranhnese Wanderson Protásio foi encontrado morto dentro da cela do presídio de Aparecida de Goiânia na última terça (18). (Foto: Ed Alves/CB/D.A Press).

Preso por assassinar a mulher grávida de 4 meses, a enteada, de 2 anos e 9 meses, e um caseiro, ccc 21 anos, foi encontrado morto dentro da cela do presídio de Aparecida de Goiânia, na madrugada desta terça-feira (18/1). A informação foi confirmada ao Correio pela Diretoria-Geral de Administração Penitenciária. A suspeita é de que o acusado tenha cometido suicídio.

Wanderson foi preso em 4 de dezembro do ano passado, após se entregar para a polícia. Segundo as investigações, o caseiro apareceu na chácara de uma mulher durante a noite de 3 de dezembro e ela o teria convencido a se entregar, em Gameleira, cidade distante cerca de 56km de Abadiânia (GO). Após a prisão, Wanderson prestou depoimento na 3ª Delegacia Regional de Polícia de Anápolis e foi conduzido ao presídio da mesma cidade, onde aguardava julgamento.

Nesta terça-feira (18/1), no entanto, policiais penais da unidade prisional encontraram Wanderson sem vida. Laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) poderá dizer a causa da morte. A Dgap informou que se posicionará por meio de nota. O Correio aguarda o posicionamento da Diretoria-Geral.

O crime

Em 28 de novembro, Wanderson, a namorada, Raniere Aranha, e a enteada, Geysa Aranha, passaram o dia inteiro na casa da sogra, no centro de Corumbá, pois era folga do caseiro. No fim da tarde, a mulher foi levá-los em casa, em uma fazenda distante cerca de 25km.

Foi durante a noite que Wanderson usou um facão para assassinar a mulher grávida e a enteada. Após matar mãe e filha, o autor trancou a porta da casa, foi até uma propriedade vizinha, furtou um revólver com seis munições e foi até uma outra residência, onde atirou na cabeça do fazendeiro Roberto Clemente de Matos. Ele ainda tentou estuprar a esposa de Roberto e atirou contra o ombro da vítima.

Veja a nota da Dgap na íntegra:

“A propósito de informação solicitada, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária, por meio da Superintendência de Segurança Penitenciária, informa o que se segue:

— Na manhã desta terça-feira, 18/01, durante o procedimento de entrega do desjejum, os servidores do Núcleo de Custódia, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, encontraram Wanderson Mota Protácio desacordado dentro da respectiva cela. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e atestou o óbito do detento.

— O preso, que estava sozinho na cela, foi encontrado pendurado com um lençol no pescoço. Ele cumpria pena por homicídio.

— O ocorrido também foi repassado à Polícia Civil para as investigações pertinentes. O Instituto Médico Legal foi até o local para a retirada do corpo e demais procedimentos.”

Via Correio Brasiliense

0 comentários:

Postar um comentário

Curta a Página do Blog do Neto Weba


NAVEGUE COM A MELHOR INTERNET

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO