quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Bolsonaro volta a atacar Flávio Dino o chamando de gordo comunista


O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a atacar do governador Flávio Dino nesta terça-feira (11).

Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, em Brasília, o capitão reformado do Exército, ao utilizar exemplos de chefes comunistas “gordinhos”, zombou novamente do maranhense, que ainda se recupera do novo coronavírus.

“A senhora [uma apoiadora, que estava no local] é do estado do Partido Comunista do Brasil. Você já reparou que os países comunistas, geralmente o chefe é gordo? (Risos) Coréia do Norte? Venezuela? São gordinhos, né? Maranhão [também]? (Risos)”, afirmou o presidente.

Dino trocou o PC do B, partido pelo qual foi eleito e reeleito, em 2014 e 2018, respectivamente, para filiar-se ao PSB, ano passado.

Não foi a primeira vez que Bolsolnaro fez piada com a forma física de Dino.

Em sua visita ao Maranhão, em 2021, o presidente, pelos menos em duas oportunidades (reveja e reveja), atacou Flávio Dino referindo-se a ele como gordo comunista, além de afirmar que, quanto mais pobre o Estado, mais gordo é o seu governador.

Dino, nas suas redes sociais, respondeu ao seu desafeto político.

“1. “Piada”, além de sem graça, repetida. Compatível com a notória escassez de neurônios do indivíduo. 2. Ao bisonho e fracassado “piadista”, faço uma conclamação: VAI TRABALHAR. Os problemas federais são cada dia mais graves: inflação, desemprego, aumento dos combustíveis etc”, disse.

 

0 comentários:

Postar um comentário


NAVEGUE COM A MELHOR INTERNET

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO