quarta-feira, 3 de novembro de 2021

Pedaços de ossada de um dinossauro gigante são encontrados no Maranhão

 
No início do mês, no interior do Maranhão, pedaços de uma ossada de um dinossauro gigante foram encontrados, em um canteiro de obras de uma ferrovia.

Depois do achado, a área foi isolada e os paleontólogos entraram em ação. Homero Rech é gerente de engenharia da construtora responsável pela obra e conta que a equipe já estava preparada com arqueólogos.

Não existem estudos ainda sobre essa ossada que foi encontrada. Os pesquisadores acreditam que podem estar diante uma nova espécie no Brasil. Mas de uma coisa eles já sabem: o dino é considerado gigante e raro. Para se ter uma ideia, só o osso da perna dele, o fêmur, mede 1 metro e meio de comprimento. Pelos cálculos, o bicho pode chegar a 18 metros de comprimento.

Os próximos passos agora são: a limpeza e remontagem dos fósseis achados. O professor e paleontólogo Elver Mayer, da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará, explica sobre esse achado histórico.

Agora, uma prova de que os estudos científicos superam barreiras.

Em 2018, o Museu Nacional pegou fogo e as chamas levaram um pedaço da história do país. Em meio às cinzas, estavam pedaços de um fóssil do crânio de um dinossauro, encontrado entre a década de 1940 e 1960, que nunca tinha sido estudado.

Desde 2017, o fóssil estava no Museu Nacional, justamente para ser catalogado, estudado, e, graças a digitalização da ossada do bicho, foi possível realizar pesquisas com uma descoberta de mais de 80 anos atrás.

Em setembro deste ano, o resultado desse trabalho foi publicado numa revista científica pelo grupo de estudos da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Se trata de um parente de um velociraptor, que eram dinossauros menores, de até 15 quilos, bípedes e com grandes garras.

O nome do dinossauro brasileiro é Ypupiara lopai e deve ter vivido entre 66 e 72 milhões de anos atrás.

0 comentários:

Postar um comentário


NAVEGUE COM A MELHOR INTERNET

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO