sexta-feira, 1 de outubro de 2021

Homem que queimou família viva em Pirapemas é condenado a 129 anos

A polícia prendeu um homem acusado de um crime brutal no Maranhão. O preso foi sentenciado a mais de 129 anos de prisão acusado de um crime de latrocínio ocorrido do dia 19 de julho de 2017, no município de Pirapemas.

De acordo com as investigações da Delegacia de Homicídios de Timon, o homem foi apontado como autor intelectual e executor, na companhia de outros suspeitos, de um latrocínio no povoado Tiquira, zona rural de Pirapemas.

O crime resultou na morte de quatro pessoas e outras duas gravemente feridas. O objetivo era roubar R$ 15 mil e uma arma de fogo, um revólver, no entanto, no dia do crime, a família da vítima disse que não possuía o valor em dinheiro.

Não satisfeitos, os criminosos jogaram gasolina no colchão da casa e atearam fogo nas vítimas. Outros envolvidos já estão presos. A sentença cumprida esta transitada em julgado, não podendo o réu recorrer da decisão.

A Delegacia de Homicídios de Timon ainda informou que foi realizada uma ampla investigação para apurar a autoria dos crimes, realizado pelos policiais de Pirapemas e região, ficando a Delegacia de Homicídios Timon e Núcleo de Inteligência Policial de Timon apenas com a missão de localizar e prender o preso.

Via Portal Guará.

0 comentários:

Postar um comentário


NAVEGUE COM A MELHOR INTERNET

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO