quarta-feira, 1 de setembro de 2021

Após Simplício, outros aliados de Dino admitem possibilidade do socialista permanecer no Governo

A entrevista concedida pelo secretário Simplício Araújo (SDD), da Indústria e Comércio, ao programa Ponto Continuando, da Rádio Educadora AM 560, apresentado pelos jornalistas Clodoaldo Corrêa e Glaucio Ericeira, abriu espaço para que outros aliados do governador Flávio Dino (PSB) emitissem opiniões sobre o futuro político do socialista.

Em recentes entrevistas concedidas à imprensa, esta semana, o deputado estadual Duarte Júnior (PSB), ex-presidente do Procon/Viva, e Felipe Camarão (PT), titular da Educação, admitiram a possibilidade do governador abdicar do projeto de chegar ao Senado para permanecer no Palácio dos Leões e, desta forma, conduzir a sua sucessão em 2022.

“Tudo pode acontecer, inclusive nada. Existe essa possibilidade de ele ficar. Ele pode ficar até o final? Pode. Eu acho que ele não fica, mas pode ficar”, pontuou Duarte à Rádio Mirante AM.

Já Camarão afirmou ter a impressão, em conversa com o jornalista Diego Emir, de que o chefe do Palácio dos Leões pode optar por ficar no cargo para eleger seu sucessor.

Nesta manhã, em entrevista ao quadro Bastidores, da TV Mirante, Simplício voltou a ratificar as suas impressões – Veja Aqui.

Vale destacar que, no mês passado, em entrevista à Carta Capital, o próprio Flávio Dino tratou publicamente do tema pela primeira vez.

“É a tendência mais forte [candidatura ao Senado]. Nós temos conversado, ainda com muita calma, nós estamos em agosto e o prazo de desincompatibilização é em abril; e o prazo para as convenções é julho e agosto. Ou seja, nós temos um ano até lá. Mas é a tendência mais forte. Há um outro cenário de permanecer no Governo até o fim, por que seria uma forma até de contribuir para proteção da democracia. Fazer do governo uma trincheira de resistência democrática”, comentou o governador na ocasião.

0 comentários:

Postar um comentário

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO

Internet de Qualidade