domingo, 4 de julho de 2021

Após resultado de pesquisas, Dino reúne Brandão e Weverton em busca de consenso

Ao que parece as pesquisas divulgadas recentemente ligaram o “sinal de alerta” no governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), que quer evitar nas eleições de 2022, o mesmo insucesso que amargou em 2020.

O fato da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) liderar todas as pesquisas já divulgadas e o excelente desempenho do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (sem partido), nos levantamentos, fez com que Flávio Dino se movimentasse.

Dino tratou de reunir, neste sábado (03), os dois pré-candidatos do seu grupo político, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) e o senador Weverton Rocha (PDT).

Dino sabe que se o seu grupo dividir e/ou rachar novamente, aumentará bastante as chances de um novo insucesso nas urnas. Diante desse cenário, o socialista tenta encontrar um consenso. Dino destacou o encontro e fez questão de ressaltar “seguimos juntos”.

“Neste sábado, bom diálogo sobre o Maranhão com os companheiros senador Weverton e o vice-governador Carlos Brandão. Seguimos juntos lutando a favor do nosso Estado”, afirmou.

Brandão também comentou o encontro, se resumindo a dizer que foi um diálogo sobre política.

“É sempre bom dialogar sobre política. Hoje, não foi diferente. Registro do encontro em que eu e o nosso governador Flávio Dino tivemos com o senador Weverton Rocha”, destacou.

Já Weverton Rocha também procurou destacar a unidade do grupo político.

“Sábado de reunião e boas conversas com o governador Flávio Dino e Carlos Brandão. Seguimos firmes no projeto, apostando na unidade e trabalhando pelo Maranhão”, disse o senador.

Dino deve seguir tentando o consenso, mas convenhamos que não será nada fácil, afinal para que isso aconteça, um dos dois precisará desistir da pré-candidatura.

Brandão assumirá o Governo do Maranhão a partir de abril e abrir mão de uma disputa, com um cenário tão favorável, parece impensável nesse momento. Além de ser o nome preferido do próprio Flávio Dino.

Já Weverton, bem mais novo que Brandão e por esse motivo alguns entendem que ele poderia esperar um pouco mais, evitando um racha no grupo político, não parece disposto a abdicar dessa oportunidade. Lembrando que o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, já deixou claro que a candidatura de Weverton é irreversível e que o pedetista será candidato “com ou sem o apoio de Flávio Dino”.

Ou seja, Flávio Dino pode até tentar, mas parece que dificilmente conseguirá um consenso.

É aguardar e conferir.

0 comentários:

Postar um comentário


NAVEGUE COM A MELHOR INTERNET

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO