segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

Painel Covid-19 do Maranhão, revelou que em vários municípios maranhenses com grande concentração de indígenas estão com baixa cobertura de vacinação.

Reprodução

A vacinação entre os indígenas está se tornando uma preocupação entre as autoridades de saúde brasileira e no Maranhão não está sendo diferente de outras regiões do país.

Estima-se que, no estado, cerca de 2,3% da população indígena do estado esteja se recusando a tomar a vacina..

A vacinação dos indígenas é de responsabilidade do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI), órgão federal, mas diante do cenário, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) está reforçando o trabalho já realizado pelas equipes da Força Estadual de Saúde que atuam constantemente nas áreas indígenas.

De acordo com o Painel Covid-19 do Maranhão, entre os municípios maranhenses que estão com baixa cobertura de vacinação estão aqueles que contam com grande concentração de indígenas, como Amarante do Maranhão e municípios da Regional de Saúde de Barra do Corda como Jenipapo dos Vieiras, Itaipava do Grajaú, Arame, Grajaú e Barra do Corda.

O secretário municipal de Saúde de Amarante do Maranhão, Wesley Garcia, conta que o município já concluiu a aplicação das vacinas enviadas para a administração da 1ª dose na população urbana do município, mas que das 2.922 doses recebidas, 2.671 foram destinadas aos indígenas.

“A desinformação tem levado muitos indígenas a se negarem a tomar a vacina contra a Covid-19. Muitos acreditam que a vacina pode matá-los. Outros afirmam que só tomarão a vacina quando o cacique de sua aldeia tomar a primeira e segunda doses e sobreviver sem sequelas. Por conta desses mitos, o município de Amarante está tendo dificuldade para cumprir suas metas de vacinação, já que a grande maioria de sua população é indígena”, explica o secretário de Saúde em Amarante.

Acesse Aqui

0 comentários:

Postar um comentário