segunda-feira, 23 de novembro de 2020
Prefeito de Codó, Francisco Nagib


A Polícia Federal instaurou um inquérito para investigar o prefeito de Codó, Francisco Nagib, e o diretor do Hospital Geral do Município, Josué Pinho da Silva Júnior, por fraude em licitação.

A Portaria foi assinada pelo delegado federal, Eduardo Alves Queiroz.

O Blog do Neto Ferreira teve acesso ao documento que mostra que a abertura da investigação foi motivada por uma notícia-crime formalizada pelo vereador de Codó, Domingos Soares dos Reis.

O prefeito e o médico foram notificados sobre o procedimento.

A Polícia Federal também requereu a cópia integral do processo licitatório que deu origem ao contrato firmado entre o Executivo e a ADM Médica no valor de quase R$ 16 milhões.

Caso, o prazo de investigação se esgote, os autos serão remetidos à Procuradoria Regional da República para o prosseguimento do inquérito.

A ADM Médica foi contratada pela Prefeitura de Codó em meados de 2018 pelo montante já mencionado acima. E no final do mesmo ano, o médico Josué Pinho da Silva Júnior foi nomeado como diretor do HGM. Ele seria o sócio oculto da empresa.

Em consulta à Receita Federal, o nome do Dr. Junior não aparece no quadro societário da ADM, no entanto a sua esposa Samira Raquel Martins da Silva, e o seu parente Victor Hugo Pinho da Silva Pereira, estão como sócios.

O caso também foi denunciado ao Ministério Público Estadual.


0 comentários:

Postar um comentário