segunda-feira, 30 de novembro de 2020


Após sucessivas vitórias desde 2012, o governador Flávio Dino (PCdoB), amarga uma dura e amarga derrota em 2020. Após perder em importantes colégios eleitorais como Imperatriz, Caxias, Santa Inês, Codó, Barra do Corda e outros, o resultado em São Luís coroa o péssimo desempenho eleitoral do PCdoB no Maranhão. 

Flávio Dino venceu as duas últimas eleições de prefeito em São Luís com Edivaldo Holanda Júnior e as duas últimas eleições para governador, porém jamais imaginava que seria derrotado na cidade mais importante do estado. Tanto que lançou seis nomes – Duarte Júnior, Neto Evangelista, Rubens Júnior, Bira do Pindaré, Yglesio Moyses e Jeisael Marx – para tentar derrotar Eduardo Braide, mas não conseguiu. 

Para piorar a situação, Flávio Dino que ambiciona em montar uma estrutura de poder no estado mais pobre do Brasil, viu seu grupo rachar, afinal a estratégia do consórcio não deu certo, uma vez que os próprios membros desse grupo brigaram e alguns se tornaram maiores inimigos. 

No meio desse racha, ele viu aliados seguirem um caminho próprio e evidenciar que ele não tem essa liderança toda que ele gosta passar para a imprensa. 

Flávio Dino vai ter que juntar os cacos, após essa derrota retumbante para Eduardo Braide. Para piorar, Roberto Rocha ainda vai poder dizer que derrotou o governador do Maranhão, afinal ele esteve na linha de frente da candidatura do deputado federal do Podemos.

Via Resenha Maranhense

0 comentários:

Postar um comentário