sexta-feira, 16 de outubro de 2020

Funcionária do Mix Mateus, que morreu durante o acidente,
Elane de Oliveira Rodrigues tinha 21 anos.

Nesta sexta-feira (16), completa duas semanas do desabamento de prateleiras que ocorreu no Supermercado Mix Mateus, da Curva do 90, em São Luís, deixando uma pessoa morta e oito feridos.

As investigações cíveis e criminais sobre o grave acidente já estão em andamento, no entanto ainda não tem um prazo definido para serem concluídas e as autoridades não deram qualquer posicionamento sobre o andamento do caso. Os procedimentos investigatórios foram instaurados pelo Ministério Público e pela Superintendência de Homicídios da Polícia Civil.

Auditores-Fiscais do Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho no Maranhão também estão investigando a existência de irregularidades e infrações relativas às Normas Regulamentadoras de Segurança e Saúde no Trabalho e a influência de possíveis infrações relacionadas à jornada de trabalho e aos períodos de descanso garantidos pela legislação; além de entrevistar os trabalhadores e outras pessoas direta ou indiretamente envolvidas, para a apuração dos fatos.

A equipe busca, ainda, identificar as medidas de prevenção que poderiam ter evitado o evento indesejado, bem como as medidas de proteção que poderiam ter reduzido as suas consequências.

Entenda o caso

No dia 2 de outubro, quatro prateleiras do supermercado desabaram e fizeram nove vítimas.

Oito pessoas sofreram ferimentos leves e a jovem identificada como Elane de Oliveira Rodrigues, de 21 anos, que trabalhava no supermercado, não resistiu e morreu após o acidente.

A promotora de Defesa do Consumidor Lítia Cavalcante informou que o acidente pode ter ocorrido por “negligência ou imprudência”. Segundo a promotora, houve uma falha de segurança durante o processo de transferência da prateleira.

O supermercado faz parte do Grupo Mateus, que tem como dono o empresário Ilson Mateus

0 comentários:

Postar um comentário