quarta-feira, 22 de julho de 2020

Com as obras em fase final no acabamento interno, o Centro de Hemodiálise de Pinheiro se aproxima do momento da entrega. A estrutura, que está prevista para ser inaugurada no próximo mês, funcionará ao lado do Hospital Regional da Baixada Maranhense Dr. Jackson Lago, ofertando inicialmente 40 cadeiras em três turnos de funcionamento.

“Nos últimos cinco anos, ampliamos a nossa capacidade de atendimento de 100 pacientes para mais de 1.200. Temos hoje uma estrutura de hemodiálise descentralizada e instalada em localidades estratégicas. Dessa forma, vamos beneficiar o máximo de pessoas possível, desde pacientes crônicos, até aqueles que necessitarem do procedimento em razão de cirurgia ou outro tipo de urgência”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula. 

A obra está sendo finalizada pela Secretaria de Estado de Governo (Segov). Trabalharão no espaço cerca de 200 profissionais, entre enfermeiros, técnicos de enfermagem, nefrologista, nutricionistas, bem como setores administrativo e serviços gerais. A estrutura de hemodiálise antes existente no Hospital Dr. Jackson Lago migrará para dentro do novo espaço, cabendo ao Hospital Regional da Baixada Maranhense realizar o primeiro atendimento, garantindo que nenhum paciente saia da região para realizar a diálise. 

Segundo o diretor clínico do Hospital de Pinheiro, Kaio Aguiar Hortegal, o Centro de Hemodiálise melhorará a qualidade do atendimento dado aos pacientes. “Somente quem vive essa rotina sabe o quanto é cansativo o dia a dia e também vai entender o quanto a ampliação desse serviço na região deixará os pacientes satisfeitos. Com a unidade, não será mais necessário que os pacientes dialíticos tenham que fazer o percurso até São Luís”, afirmou. 

Com o Centro de Hemodiálise de Pinheiro, o Governo do Estado ultrapassa as 200 cadeiras de terapia renal substitutiva, instaladas em oito unidades gerenciadas pela SES: Biorim, em Bacabal; Casa de Saúde e Maternidade de Caxias; Clínica de Nefrologia de Açailândia; Hospital Regional de Chapadinha; Hospital Dr. Carlos Macieira, Hospital Geral da Vila Luizão e o Centro de Hemodiálise São Luís.

0 comentários:

Postar um comentário