sexta-feira, 26 de junho de 2020
Raimundo Diniz revelou detalhes do crime ao se apresentar à polícia…


Se apresentou à polícia com a presença de um advogado no inicio da tarde desta sexta-feira (26), Raimundo Cláudio Diniz, que confessou o assassinato do publicitário Diogo Adriano Costa Campos, com um tiro no pescoço, terça-feira, 16, na Lagoa da Jansen .

O autor-confesso do crime diz que agiu em legítima defesa. À polícia, ele afirmou que roubou um Fiat Argo vermelho três dias antes do assassinato, no caso, no sábado dia 13, na descida do Barramar que dá acesso à Avenida Litorânea. Estava em companhia de outros dois comparsas.

O autor do crime disse que no dia do crime, quando passavam em frente ao condomínio do Diogo, a vítima saiu bruscamente da sua garagem em um carro branco e para evitar o choque, Diniz desviou e seguiu em frente, sem que tivesse havido qualquer discussão.

Diogo, exaltado, então, saiu atrás dos ocupantes do Argo. Em frente ao antigo bar Por Acaso, segundo Diniz, a vítima passou pelo Argo e o trancou. Em seguida, pelas palavras do autor do tiro, Diogo desceu do veículo e começou a dar murros no vidro do veículo. Quando Diniz abriu o vidro recebeu xingamentos e um soco no peito.

No momento que recebeu o soco, Diniz afirma que pegou a arma de um dos companheiro que estavam no veículo e atirou contra o publicitário, deixando o local em seguida.

Do blog do Domingos Costa

0 comentários:

Postar um comentário