quarta-feira, 3 de junho de 2020


O governador Flávio Dino (PCdoB) até desdenhou – disse que não tinha tempo para acompanhar denúncias de hospitais fechados feitas pelo senador Roberto Rocha, mas está, sim, acompanhando a atuação do tucano nesse quesito.

Nesta quarta-feira (3), por exemplo, o presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), Marcos Grande, esteve em Carutapera, onde iniciou tratativas para a possível instalação de uma UTI Covid-19 no hospital da cidade.

A vista ocorre apenas três dias após Roberto Rocha apontar um “hospital inacabado” existente no município.

“Imagina você morando em Carutapera ou qualquer município daquela região que depende deste hospital. Agora imagina você com Covid precisando de um respirador. O que fazer??. Em entrevista, o governador do Maranhão disse que não tem tempo para cuidar dessas coisas. Eu até acredito, pois ele gasta o tempo inteiro em campanha para 2022 falando mal do Bolsonaro. A pergunta é: Como consegue colocar a cabeça no travesseiro??”, criticou Rocha no Instagram.

0 comentários:

Postar um comentário