domingo, 24 de maio de 2020


O país asiático tomou medidas rígidas de contenção da pandemia em março e agora inicia aos poucos a reabertura do comércio e uma rotina para o “novo normal”


Um total de 2.921 pacientes se recuperou e voltou para casa desde o início do surto.

Neste domingo, a Tailândia por mais um dia não registrou novos casos de coronavírus nem novas mortes, mantendo o total em 3.040 casos confirmados e 56 mortes desde o início do surto em janeiro.

Hoje, é o quarto dia do mês em que não houve novos casos confirmados, como informou Panprapa Yongtrakul, porta-voz da força-tarefa de coronavírus do Centro de Administração de Situações Covid-19 do país.

Um total de 2.921 pacientes se recuperou e voltou para casa desde o início do surto.

O país tomou diversas medidas para contenção do coronavírus desde a metade de março, quando os casos aumentaram, fechando todas as fronteiras do país e entre cidades. E começou a reabrir no 3 de abril alguns negócios, como mercados ao ar livre, barbearias e pet shops.

A Tailândia estendeu um decreto de emergência até o fim do mês, prolongando efetivamente algumas medidas já em curso. Essas incluem uma proibição de passageiros de voos internacionais.

Em busca de uma vacina para o vírus

Além de disso, por outro lado o país começou neste sábado (23), a testar em macacos uma vacina contra o coronavírus após testes positivos em ratos, disse o ministro da Educação, Ciência e Pesquisa e Inovação da Tailândia, Suvit Maesincee.

Ele afirmou que os pesquisadores transferiram o teste da vacina para macacos e esperam ter um “resultado mais claro” de sua eficácia até setembro.

“Este projeto é para a raça humana, não apenas para os tailandeses. O primeiro-ministro (Prayuth Chan-ocha) esboçou uma política de que devemos desenvolver uma vacina e nos juntar à força de trabalho da comunidade mundial”, disse Suvit a repórteres no sábado.

A Tailândia anunciou na quarta-feira (20), que estava desenvolvendo uma vacina – uma das pelo menos 100 possíveis vacinas em andamento em todo o mundo – e espera que ela seja produzida no próximo ano.

Suvit disse que a Tailândia começou reservando dois fabricantes para sua vacina contra o Covid-19.

Desde que surgiu na China, no final do ano passado, o novo vírus já se espalhou pelo mundo, infectando mais de 5 milhões de pessoas e matando mais de 300.000.

A vacina tailandesa está sendo desenvolvida pelo Instituto Nacional de Vacinas, pelo Departamento de Ciência Médica e pelo centro de pesquisa de vacinas da Universidade Chulalongkorn.

0 comentários:

Postar um comentário