quarta-feira, 6 de maio de 2020


Chegando ao final do primeiro dia de lockdown no Maranhão com uma significativa redução na circulação de pessoas, o resultado encorajou outros estados que possuem cidades muito afetadas pelo novo coronavírus a adortarem as mesmas medidas. O governador do Pará, Hélder Barbalho (MDB), vai decretar, a partir de quarta-feira (6), o bloqueio total (lockdown) em dez municípios do estado, incluindo a capital Belém, por conta da epidemia do novo coronavírus. O bloqueio vai durar até o dia 17 de maio.

Os termos do lockdown no Pará são muito semelhantes aos do Maranhão. A circulação de pessoas nas cidades atingidas ficará proibida exceto em casos como a compra de alimentos, remédios e a ida a consultas e atendimentos médicos.

A capital do Ceará, Fortaleza, adotará regras de isolamento social mais rígido a partir da próxima sexta-feira (8). O anúncio foi feito nas redes sociais do governador do Ceará, Camilo Santana.

Em Fortaleza haverá restrição na circulação de pessoas e veículos em espaços públicos, como praias, praças, calçadões e parques, permitida somente com devida justificativa, como busca aos serviços essenciais. Também haverá controle nas entradas e saídas da cidade. Também segue o modelo idêntico ao do Maranhão.

No Rio de Janeiro, o Ministério Público recomendou ao governador Wilson Wirtzel a elaboração de estudo sobre o chamado “lockdown” como medida contra o novo coronavírus no estado.

O governador deve responder à recomendação em até 72 horas. O estado do Rio de Janeiro teve, até hoje, 12.391 casos confirmados da covid-19 e 1.123 mortes decorrentes da doença causada pelo coronavírus.

0 comentários:

Postar um comentário