quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Sempre preocupado com a saúde e bem-estar da população,o prefeito Gilberto Braga, através da Secretaria Municipal de Saúde, aderiu ao Programa do governo do Estado “Cheque Cesta Básica- Gestante”.

A entrega dos primeiros cartões aconteceu no inicio do mês, a solenidade de entrega dos cartões Cheque Cesta Básica-Gestante contou com a presença do Prefeito Gilberto,Gestor da Regional de Saúde de Zé Doca Adailton Batista ,Coordenadora de Atenção Básica, Ionara Gomes e das enfermeiras das UBS de Luis Domingues.

Durante a cerimônia de entrega, Ionara Gomes que esteve representando a secretária de Saúde, destacara a importância do programa para as mamães codoenses e elogiaram o Governo Estadual pela execução do programa em parceria com os municípios.

A proposta busca incentivar a procura pela assistência durante o pré-natal por mulheres grávidas de baixa renda e reduzir mortes materno-infantis.

“O programa foi lançado através de decreto pelo Governo do Estado. A proposta busca incentivar a procura pela assistência pré-natal por mulheres de baixa renda e reduzir as mortes materno-infantis no estado.- O Cheque Cesta Básica – Gestante será pago diretamente a gestante em até nove parcelas de R$ 100, sendo até seis parcelas durante a gravidez e as demais nos primeiros meses de vida da criança, e deverá ser utilizado, exclusivamente, na aquisição de alimentos”, destacou o prefeito Gilberto Braga.

Para ingressar no programa, a gestante deve procurar a rede pública de saúde ate 12-ª semana de gestação e estar cadastrada em município maranhense. O cadastro será realizado pelo Município na primeira consulta pré-natal.

Cheque Gestante- Entenda Mais

O programa é iniciativa do Governo do Estado e com o decreto assinado pelo governador Flávio Dino no ato de posse, o Cheque Cesta Básica – Gestante será pago diretamente à gestante em até nove parcelas de R$ 100 e deverá ser utilizado, exclusivamente, na aquisição de alimentos. A iniciativa beneficia gestantes de até 12 semanas, inseridas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), do Governo Federal. A estimativa é que até 20 mil grávidas tenham direito a receber o benefício.

O recebimento das parcelas está vinculado ao acompanhamento do pré-natal, puerpério e puericultura, conforme normas do programa: realizar uma consulta de pré-natal, obrigatoriamente, no primeiro trimestre e até a 12ª semana da gestação; cinco consultas de pré-natal, preferencialmente, duas no segundo e três no terceiro trimestre da gestação; duas consultas de puerpério e puericultura, sendo a primeira até sete dias e a segunda de 30 a 42 dias após o nascimento.

Foto AscomLudo

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração