quinta-feira, 19 de setembro de 2019



O prefeito do município de Carutapera, André Dourado exonerou no último dia 30 de Agosto, após denuncias [ veja ], a sua própria irmã, Daniela Cardoso Dourado do cargo “Ad Hoc” de Fiscal Municipal de Arrecadação de Tributos.

Vale lembrar, que a irmã do prefeito é funcionária concursada do município, mas a continuidade dela num cargo em comissão, configura nepotismo, prática proibida pelo ordenamento jurídico brasileiro.

A súmula vinculante 13 do STF, que proíbe a prática de nepotismo é clara quando diz:
Súmula Vinculante 13

“A nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a Constituição Federal.”

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração