sábado, 31 de agosto de 2019


Oficio encaminhado pelo delegado da Seccor


No município de Cândido Mendes administrado pelo prefeito Mazinho leite, as suspeitas de direcionamento, superfaturamento e atuação de empresas de fachada são muitas. Parentes e aderentes de Mazinho Leite figuram como funcionários fantasmas do município, empresas de parentes de vereadores também são beneficiadas em esquemas que até o Ministério Público já teria sido informado.

A rede de corrupção criada por Mazinho Leite pode estar muito perto de um desfecho favorável para população, entre ações e investigações movidas pelo Ministério Público algumas barradas pelo poderio financeiro da quadrilha de Mazinho, algumas avançam e pode até botar o gestor que até de assassinato já foi acusado na cadeia.

A Superintendência de Prevenção e Combate a Corrupção – SECCOR, por intermédio do delegado Guilherme Luís Campelo dos Santos, encaminhou oficio ao presidente do Tribunal de Contas do Estado solicitando cópia de todos os processos licitatórios, contratos administrativos, processos de dispensa e inexibilidade de licitação, notas de empenhos, notas fiscais e recebidas constantes da prestação de contas de Cândido Mendes, relacionadas às empresas P.G.A MARTINS, A D J F COMÉRCIO DE MORAIS E DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS MAXIMUS.

Mazinho Leite que se cuide…

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração