quarta-feira, 8 de maio de 2019


A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) lançou, nesta segunda-feira (6), o edital com vagas de cursos profissionalizantes e oficinas, que serão ofertadas na modalidade presencial, por meio do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), no Cintra, bairro do Anil. Ao todo, estão sendo ofertadas 734 vagas para 13 cursos profissionalizantes, sendo: 78 novas vagas e 656 vagas com candidatos pré-inscritos para efetivação de matrículas.

Os candidatos pré-inscritos devem se dirigir ao Centro de Ensino Integrado do Rio Anil (Cintra) até a próxima sexta-feira (10), das 8h às 12h; 14h às 17h ou das 19h às 21h, para efetivação de matrículas. O não comparecimento para efetivação da matrícula implicará na disponibilização da vaga para novo candidato. No ato da inscrição, o candidato deverá informar os dados pessoais e demais solicitados na ficha de inscrição que contém em anexo no edital e apresentar cópias dos seguintes documentos: carteira de identidade; CPF e comprovante de residência.

Os demais interessados poderão fazer a inscrição para concorrer a outras 78 novas vagas. Caso o número de inscritos supere o quadro de vagas, serão abertas listas de espera, para a ocupação das vagas que não forem ocupadas.

Estão sendo ofertados os cursos de Artes Plásticas, Inglês Básico, Cabeleireiro, Música, Corte e Costura, Instalação e Manutenção de Ar Condicionado, Cuidador de Idoso, Reparo e Manutenção de Celulares, Dança, Robótica Educacional, Estética, Tortas e Salgados e Informática Básica, que têm carga horária entre 80 a 160 horas.

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, destaca que a implantação do IEMA no Cintra se dará de forma gradativa e a comunidade só tem a ganhar, com a implantação do Instituto, que além da oferta de ensino médio em tempo integral com a educação profissional, também ofertará cursos profissionalizantes. “São ações que beneficiam os estudantes do Cintra e também os demais jovens e adultos pertencentes à comunidade, que querem se inserir no mercado de trabalho por meio dos cursos profissionalizantes. São cursos muito bons, com duração média de 3 meses, que têm esse papel de facilitar a entrada dessas pessoas no mercado”, ressaltou o secretário.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração