quinta-feira, 18 de outubro de 2018



O ex secretário de saúde do Maranhão, Ricardo Murad, preso pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (18), será encaminhado ao Complexo penitenciário de Pedrinhas.

Sem curso superior, Murad não terá direito a cela especial e ficará com vários presos.

A Polícia Federal segue com a investigação sigilosa das Operações Peixe de Tobias e Abscondito II, que foram deflagradas na manhã desta quinta-feira (17) no Maranhão, Goiás, Tocantins, Pará e em Brasília.


Até agora, foram cumpridos 30 mandatos judiciais nas duas operações, que aprendeu 13 milhões de dólares e uma arma. Todos os presos, inclusive os de outros Estados, vão ser encaminhados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração