quarta-feira, 14 de março de 2018


O prefeito de Uruburetama, Ceará, Dr. Hilson (PCdoB), que também é ginecologista, foi denunciado ao Conselho Regional de Medicina no Ceará (CRM-CE), nesta sexta-feira (9), por filmar no seu consultório, sem autorização, pacientes. Além disso, estaria tendo relações sexuais com as mulheres.

O caso também deve ser levado à Câmara do Município. Segundo Decreto Lei nº 201, no artigo 4º, inciso 10º, o prefeito perderá o mandato ao “proceder de modo incompatível com a dignidade e o decoro do cargo”. O advogado Celso Monteiro entregou farto material áudio-visual, com fotografias e vídeos, ao CRM-CE. Quem viu, garante que não tem como Dr. Hilson se safar: conduta antiética em altíssimo grau. O grave fato já provocou uma repercussão na cidade de Uruburetama, com a população tendo ficado revoltada diante da gravidade da denúncia


No entanto, o prefeito nega as acusações e chegou a registrar um Boletim de Ocorrência (B.O) na noite dessa quinta-feira (8), no plantão do 13º DP (Cidade dos Funcionários), dando outra versão ao caso.

No B.O, Hilson de Paiva classificou o caso como sendo uma extorsão. Disse que foi procurado em sua residência por um empresário identificado como Leonardo Bezerra de Castro Melo, que lhe apresentou o suposto material pornográfico e o chantageou a assinar uma carta-renúncia do cargo de prefeito — e quem teria tramado sua renúncia seria o filho do vice-prefeito, o vereador de Uruburetama Alexandre Nery.



Novas denúncias a todo momento

Após ter imagens íntimas vazadas nas redes sociais, em que aparece fazendo sexo com uma mulher em uma posto de saúde municipal, o prefeito de Uruburetama, José Hílson de Paiva, vem sendo alvo de denúncias de abuso sexual e assédio por supostas ex-pacientes do ginecologista. Na última quinta-feira (8), o gestor registrou um boletim de ocorrência em que afirma ser vítima de extorsão por parte de um empresário que, supostamente, teria posse do vídeo. A gravação foi divulgada na internet e, desde então, denúncias de estupro e assédio sexual apareceram contra José Hílson de Paiva.


O repórter do Comando 22, Leábem Monteiro, foi até Uruburetama e conversou com algumas das mulheres que acusaram o médico. “Na época, ele falou que eu tinha um nódulo no seio e disse que eu deveria tomar banho de luz como tratamento. Fui na casa dele, pois lá ele tem um consultório. Ele botou a luz nos meus seios e começou a fazer massagem. Depois, me pediu para virar de lado, fechar os olhos e colocar a língua para fora e para dentro. Quando percebi estava colocando a minha língua no pênis dele. Ele é um maníaco sexual! Eu quero justiça!”, clamou uma das vítimas, que preferiu não revelar a identidade.


Estupro durante consulta

A tática de levar as vítimas para o consultório particular, anexa a sua residência, e se aproveitar delas também foi relatado pela cabeleireira Edivânia Teixeira, que afirmou ter sido vítima das agressões de José Hilton de Paiva mais de uma vez, uma delas ainda quando era menor de 18 anos. “Quando era adolescente, fui vítima de estupro e minha mãe me levou até ele. No consultório, ele me estuprou de novo. Mais velha, voltei ao seu consultório, porque tenho duas cirurgias nos seios, e foi a mesma coisa que outras pessoas já falaram. Ele me deitou na maca para fazer o banho de luz e quando vi, ele colocou o pênis nos meus seios e ejaculou na minha boca”, relatou.


PCdoB suspende filiação do prefeito

A diretoria estadual do PCdoB suspendeu, no último sábado (10), a filiação do médico prefeito de Uruburetama, Dr. Hilson (PCdoB), acusado de praticar sexo com pacientes em consultórios públicos e privados no município, além de registrar as aventuras sexuais no celular. O caso será levado à diretoria nacional do partido e já se prepara a expulsão do prefeito. Segundo a nota lançada pelo presidente do PCdoB no Ceará, Luís Carlos Paes de Castro, o partido está tomando “as providências cabíveis diante de questões que afrontem a ética partidária”.

Confira a nota na íntegra: A propósito de notícias veiculadas na mídia local, atribuindo ao Dr. José Hilson de Paiva, médico e prefeito de Uruburetama, filiado ao PCdoB, o cometimento de atos desabonadores de sua conduta ética, a Comissão Executiva Estadual do Partido do Brasil no Ceará comunica ao coletivo partidário e à sociedade em geral que está adotando, com fundamento nas normas estatutárias, as providências cabíveis diante de “questões que afrontem a ética partidária”, para proceder a suspensão preventiva do referido filiado e a instauração de processo disciplinar pertinente, garantindo-lhe amplo direito de defesa.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog