terça-feira, 12 de abril de 2022

Enchente do Rio Turiaçu é tema de reunião no MPMA


A Promotoria de Justiça de Santa Helena realizou, na última sexta-feira, 8, uma reunião para tratar da elevação do nível das águas do Rio Turiaçu nos municípios de Santa Helena e Turilândia. Foram discutidas as providências já adotadas e o que ainda pode ser feito pelas Prefeituras e outros órgãos e instituições estaduais.

Além do promotor de justiça Hagamenon de Jesus Azevedo, que coordenou a reunião, participaram representante da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA), Defesa Civil Estadual, Corpo de Bombeiros e algumas Secretarias dos dois municípios.

Em Santa Helena já há cerca de 300 famílias desabrigadas pelas enchentes, que atingiram 37 ruas. Essas famílias estão sendo abrigadas em uma escola do município. Em Turilândia há uma família abrigada em prédio locado para esse fim, com capacidade para receber até 20 famílias.

De acordo com o representante da SEMQ, Joelson Caco, a região da Bacia do Rio Turiaçu ainda não está sendo monitorada por satélites, o que deve ocorrer até o final do ano e que em cada um dos municípios há uma estação meteorológica, mas os equipamentos não estão funcionando, pois precisam de reparos, o que será providenciado nos próximos dias. Também foi informado que duas réguas milimétricas foram entregues ao município de Santa Helena, mas ainda não estão instaladas. Um equipamento semelhante será encaminhado para Turilândia.

Outro tema discutido foi a capacitação das equipes de defesas civis locais pela SEMA, através do Projeto de Monitoramento Hidrometeorológico, que tem como objetivo a prevenção de eventos críticos com enchentes. Enquanto a Defesa Civil estadual relatou que as duas Prefeituras se comprometeram a informar sobre a decretação ou não de estado de emergência, para que sejam feitas solicitações de apoio e recursos, como doações de cestas básicas, colchões e outros equipamentos às pessoas desabrigadas.

Também foi discutida a necessidade de maior regulação de práticas de banhos nas margens do Rio Turiaçu, para evitar afogamentos nesse período, além da fiscalização de embarcações, sendo que tanto o Ministério Público quanto os Municípios ficaram de oficiar à Capitania dos Portos para atuar nesse controle, em conjunto com o Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, estes em relação a parte de segurança.

Ainda na sexta feira o município de Santa Helena informou ao Ministério Público a suspensão de eventos desportivos que vinham anunciados para ocorrer no domingo de ramos, parte dele nas águas do Rio, bem como que foi decretado pelo prefeito estado de emergência por 90 dias, pelas chuvas intensas.

0 comentários:

Postar um comentário

Curta a Página do Blog do Neto Weba


NAVEGUE COM A MELHOR INTERNET

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO