domingo, 10 de abril de 2022

Disputa pelo governo do Maranhão conta com oito pré-candidatos no momento


A briga pelo governo do Maranhão, nestas eleições, acirra-se e, como costuma acontecer, o quadro de pré-candidatos tem possibilidades de mudanças. Nomes iniciais já desistiram, como o do ex-secretário Felipe Camarão. Outros garantiram permanência, uns se apresentaram depois e há quem continue indeciso. Ou seja, ainda não há um cenário fechado da corrida.

Atualmente, há oito nomes na disputa pelo governo do Estado. Destes, pelo menos quatro podem mudar de rumo e deixar essa corrida por diversas motivações.

Enilton Rodrigues (PSOL) pode deixar a disputa, porque a legenda está unida em federação com a Rede Sustentabilidade, que já declarou apoio ao senador Weverton Rocha (PDT), na corrida pelo Palácio dos Leões. Caso no diálogo prevaleça o que a Rede decidiu, ainda no ano passado, o pré-candidato pode sair da disputa.

Simplício Araújo (Solidariedade) é outro nome cotado para a desistência. Ele, que é aliado do governador Flávio Dino (PSB) e foi secretário em sua gestão, segue afirmando se manter na corrida em busca do comando do Palácio dos Leões. Porém, governistas dizem que ele deve rever essa decisão por conta do discurso atual em manter unida a base de apoios do grupo político de Dino e do governador Carlos Brandão (PSB).

O senador Roberto Rocha (PTB) também pode não concorrer na lista da disputa ao governo, mas ainda não definiu se vai concorrer mesmo à reeleição ao Senado.

E, por fim, o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL), que a cada fala reafirma permanecer com sua pré-candidatura, pode rever a situação e tentar a reeleição à Câmara Federal. Nos bastidores, as falas são de que ele deve deixar a disputa e se aliar ao governador Carlos Brandão, apoiando-o nestas eleições.

Já Carlos Brandão se mantém na disputa com adesões importantes à sua pré-candidatura. A mais recente foi a da senadora Eliziane Gama (Cidadania).

Assim como o governador Carlos Brandão, o senador Weverton Rocha está confirmado na disputa pelo governo e segue com sua pré-candidatura que conta com importantes apoios, entre estes, o do deputado federal Juscelino Filho (União Brasil), deputados estaduais Glauberth Cutrim, Thaysa Hortegal e Neto Evangelista; o presidente da Famem, Erlânio Xavier, prefeitos e outras lideranças.

Os demais que permanecem na corrida são o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PSD); e o ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Laércio Bonfim (PSC), que renunciou à gestão municipal, e tem tido um curioso crescimento nas pesquisas.

Todos terão até o dia 5 de agosto, quando ocorrem as convenções partidárias, para definirem suas posições. No dia 15 do mesmo mês é a data limite para registros das candidaturas, segundo determina o Tribunal Superior Eleitoral.

0 comentários:

Postar um comentário

Curta a Página do Blog do Neto Weba


NAVEGUE COM A MELHOR INTERNET

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO