sábado, 18 de dezembro de 2021

Veículo de motoristas de aplicativos desaparecidos é encontrado carbonizado no Pará

O veículo Renault Sandero, de placa QQE-3G23, em que estavam os jovens Kaio Vinícios Carvalho Medeiros e Antônio Alexandre da Silva Santos, ambos motoristas de aplicativo de Teresina, foi encontrado carbonizado, na última quinta-feira (16), na cidade de São João do Araguaia, no Estado do Pará. Nenhum corpo foi encontrado dentro do carro.

A informação foi confirmada por Janaína de Gaspar da Silva, tia de Antônio Alexandre. Os jovens estão desaparecidos desde a madrugada da sexta-feira (02), após saírem para fazer uma suposta corrida com destino a Marabá, no Pará. A última localização do veículo em que estavam foi registrada na BR-266, entre os municípios de Barra da Corda e Grajaú, no Maranhão.

“A Polícia entrou em contato com a gente sobre o carro em que os meninos estavam. Ele foi encontrado carbonizado, mas no carro não tinha ninguém. Tudo indica que eles estejam vivos. A Polícia do Maranhão nos informou e ainda está investigando”, explica.

A região em que os jovens desapareceram é conhecida por abrigar povos indígenas em seu entorno que pedem dinheiro para as pessoas que por ali passam. Nas redes sociais, diversos internautas comentam que os desaparecidos possam ter sido interceptados durante uma possível cobrança de pedágio, o que não é confirmado pelas autoridades.

“Como o rastreador dele bateu nessa área, aí ficamos com essa suspeita. O medo da gente é dos índios terem apreendido eles. A família tá com essa suspeita, não é caso já confirmado não. Só é suspeita da gente. Toda coisa está vindo na nossa cabeça nesse momento, mas não tivemos resultado de nada”, diz.

O desaparecimento

Segundo Janaína de Gaspar da Silva, na noite da quinta-feira (1°), os dois estavam em casa e saíram de Teresina por volta de 20 horas para realizar a suposta corrida. Por volta das 2h15 da madrugada, o jovem ligou para dizer onde estava, mas após isso, o contato com a família foi perdido.

“Eles estavam aqui em casa e saíram por volta de 19h30 20 horas. Ele (Antônio) não tava fazendo nada e saiu. Era um bate volta e ele não levou nada. Só saiu com a roupa do corpo e o celular. Já era para eles terem voltado. Eles não falaram o objetivo da viagem, mas há a informação de que ele ia com essa corrida até o Pará. O último contato do rastreio foi entre os municípios de Barra da Corda e Grajaú, no Maranhão. Depois dessa ligação acabou tudo”, pontua;

Após algumas horas do paradeiro, a família decidiu então procurar a polícia e denunciar o desaparecimento dos dois. Diversos familiares estão na região na tentativa de encontrar os dois. Kaio Vinícios Carvalho Medeiros e Antônio Alexandre da Silva não tem envolvimento no mundo do crime e nem passagens pela polícia, segundo a família.

“Eu tenho um primo que é policial em Barra do Corda e começou a espalhar a notícia do desaparecimento. Fomos até um distrito aqui de Teresina e nos encaminharam para uma delegacia do Maranhão. Meu tio está todo tempo falando com o delegado de lá e já está tendo buscas na região. Está meu sobrinho, meu filho, os pais dos meninos, primos e a polícia, que foi acionada”, reitera.

Com informações do Meio Norte

0 comentários:

Postar um comentário

Mais velocidade pra você

Mais velocidade pra você

Curta a Página do Blog do Neto Weba

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO