segunda-feira, 27 de dezembro de 2021

Maranhão pode ter 2,6 mil quilômetros de novas ferrovias

O Maranhão pode ter cinco novas ferrovias por meio do programa Pro Trilhos, criado pelo governo federal, via Ministério da Infraestrutura, e cuja lei foi sancionada na semana passada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

No total, o estado pode ganhar 2,6 mil novos quilômetros de linhas férreas.

Os pedidos referentes ao Maranhão são os seguintes:

– 3G Empreendimentos e Logística S.A: Barcarena/PA a Santana do Araguaia, com conexão em Rondon do Pará/PA e Açailândia/MA: 1.370 km de extensão.
– Minerva: Açailândia/MA – Barcarena/PA: 571,3 km de extensão.
– Grão Pará: Alcântara/MA – Açailândia/MA: 520 km de extensão.
– VLI: Porto Franco – Balsas/MA: 230 km de extensão.
– TUP Porto São Luís S.A.: São Luís/MA

Em todo o país, foram apresentados 64 pedidos, totalizando aproximadamente R$ 180 bilhões em investimentos para ampliar a malha ferroviária nacional com 15 mil quilômetros de extensão em novos trilhos, cortando 14 unidades da Federação.

Os requerimentos foram apresentados por meio do regime de autorização previsto no Marco Legal Ferroviário. Foram feitos 60 pedidos para instalação de linhas férreas e outros quatro para pátios ferroviários.

Pro Trilhos

Reunidas no Pro Trilhos, as propostas foram protocoladas por 22 diferentes empresas e têm 16 unidades da Federação como origem e destino. Os projetos contemplam áreas nos estádios Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Pernambuco, Piauí, Bahia, Tocantins, Pará e Roraima.

A marca alcançada hoje pelo Pro Trilhos representa 50% de toda a malha ferroviária nacional, que atualmente é de cerca de 30 mil km. Os investimentos privados para execução das novas ferrovias autorizadas somam 23 vezes o orçamento de todo o Ministério da Infraestrutura em 2021, que cuida não só das ferrovias, mas de todos os ativos de infraestrutura de transportes federais, incluindo portos, aeroportos, rodovias e hidrovias.

Com informações da Agência Brasil

0 comentários:

Postar um comentário


NAVEGUE COM A MELHOR INTERNET

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO