domingo, 28 de novembro de 2021

Maranhão apresenta piores qualidade de vida e desempenho socioeconômico


Novos indicadores apresentados pelo Instituto de Pesquisas avaliam as condições de vida dos brasileiros em várias dimensões. Em ambos, Maranhão apresenta piores resultados entre as 27 Unidades da Federação.
O Maranhão é o estado com maior perda de qualidade de vida e o pior desempenho socioeconômico do país. É o que apontam dois novos indicadores apresentados nesta sexta-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Índice de Perda de Qualidade de Vida (IPQV) mostra que em área rural há maior perda da qualidade de vida que na urbana. Já o Índice de Desempenho Socioeconômica (IDS) aponta que apenas nove unidades da federação têm situação melhor que a média nacional, estando o DF no topo do ranking e o Maranhão, na lanterna.

De acordo com o IBGE, os novos indicadores seguem recomendações das nações unidas e utilizam uma série de variáveis coletadas a partir da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF). Nesta primeira edição dos dois índices foram usados os dados levantados pela pesquisa realizada entre 2017 e 2018.

As medidas do IPQV vão de 0 a 1, sendo que, quanto mais perto de zero, menor a perda. Ao final de 2018, o IPQV do Brasil era de 0,158.

Em área urbana o índice foi melhor que a média nacional, ficando em 0,143. Já na área rural, onde vive cerca de 15% da população, a perda de qualidade de vida era maior, já que o índice ficou em 0,246.


Regionalmente, Sul (0,115) e Sudeste (0,127) tiveram IPQV melhor que o nacional, enquanto Norte (0,225) e Nordeste (0,209) mostraram índices piores que a média nacional. Já o Centro-Oeste (0,159) ficou muito próximo do geral do país.


G1 MA

0 comentários:

Postar um comentário

Mais velocidade pra você

Mais velocidade pra você

Curta a Página do Blog do Neto Weba

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO