quarta-feira, 29 de setembro de 2021

PF bloqueia R$ 1,2 milhão em nova ação contra desvios na Saúde de São Luis

A Polícia Federal deflagrou, na manhã de ontem, terça-feira, 28, nova ação contra desvios de recursos da Covid-19 na Secretaria Municipal de Saúde de São Luis (Semus).

A operação cumpriu mandados na capital maranhense e em Paço do Lumiar, e diz respeito à gestão do ex-prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PSD).

Intitulada Operação Desmedida, a ação constatou, inicialmente, fraudes em dois processos licitatórios instaurados em 2020 pela Semus para a contratação de insumos destinados ao combate à Covid-19.

“Apurou-se que os referidos certames resultaram na contratação de uma empresa fictícia (sem sede física) e de uma empresa gerida por sócio ‘laranja/testa de ferro’. Além da frustração do caráter competitivo dos procedimentos licitatórios, de acordo com análises da Controladoria Geral da União – CGU, evidenciaram-se superfaturamentos contratuais e simulação de vendas, gerando prejuízo milionário aos cofres público”, diz a PF.

Durante a ação, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão e seis mandados de bloqueios de valores que chegam a R$ 1,2 milhão.

A denominação “Desmedida” faz referência ao descontrole nos quantitativos adquiridos no bojo das contratações fraudulentas, a exemplo de 50.400 pacotes de copo descartável e de 7.000 caixas de embalagens de quentinha, sem que tivesse havido, ao menos, de acordo com a PF, a justificativa para o quantitativo contratado.

0 comentários:

Postar um comentário


NAVEGUE COM A MELHOR INTERNET

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO