quinta-feira, 9 de setembro de 2021

Gasolina, gás de cozinha e etanol sofrem novos reajustes e preocupa consumidores

Foto: Divulgação

Após o anúncio da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), divulgada na última sexta-feira (3) de que o litro da gasolina comum na bomba está custando em média R$ 6,21, e o etanol está sendo vendido por R$ 7,19 o litro na região sul do país, deixando boa pare dos consumidores brasileiros assustados. A alta nos preços da gasolina e do etanol foram cerca de 0,41% em comparação a semanas atrás. Além da gasolina e do etanol, o gás de cozinha também teve um aumento de preço.

Gasolina, Etanol e gás de cozinha à ‘preço de banana’

Foi-se o tempo em que utilizar a expressão ‘à preço de banana’ significava que algo estava barato, mas sem sombra de dúvidas, os consumidores brasileiros não imaginavam que abasteceriam seus veículos, pagando por litro basicamente o mesmo valor que comprariam de 8 à 12 bananas, que atualmente no mercado, está custando entre R$ 6,00 e R$ 8,00.

O óleo diesel até chegou a registrar uma queda na semana passada, mas subiu novamente esta semana, ficando cerca de 0,41% mais caro. O etanol segue na 5ª semana consecutiva de aumento e está sendo vendido em média a R$ 4,611 por litro.

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, tem tentado desvincular a responsabilidade do Governo Federal com relação aos preços elevados dos combustíveis, apontando a responsabilidade aos Estados, o mesmo afirma que os governadores estaduais são culpados pela alta crescente no preço dos combustíveis.

Governo Federal traça estratégias para combater alta dos combustíveis

Na última sexta-feira (3), Jair Bolsonaro decidiu entrar com uma ação junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para obrigar os governadores a instruir um valor nominal fixo para o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, o ICMS, que reflete sobre o preço dos combustíveis do país.

Especialista José Antônio, afirma que é necessário que os consumidores entendam que os frequentes aumentos dos combustíveis nada tem a ver com a variação da alíquota do ICMS, já que o mesmo é fixo e não recebia nenhuma alteração há muitos anos.

Quaisquer alterações de preços feitos nos combustíveis e gás de cozinha são feitas pela Petrobras, por meio de autorização do Governo Federal. Nota-se que, somente este ano, a gasolina teve um aumento de mais de 50% nas refinarias e cerca de 32% nas bombas, bem como o gás de cozinha, que está custando atualmente R$ 3,40 por quilograma, um reajuste de 5,9%.

Gás de Cozinha por mais de R$ 100,00

Na região Norte-Nordeste, o gás de cozinha vem apresentando um vasto aumento de preço, ficando entre R$ 90, R$ 100 e R$ 110 reais. Em algumas cidades das demais regiões do país, os consumidores precisam desembolsar cerca de R$ 113 reais para ter um botijão de gás cheio em casa. Muitas famílias de classes ou regiões mais pobres tem recorrido à carvão e lenha para cozinharem em casa.

0 comentários:

Postar um comentário

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO

Internet de Qualidade