quinta-feira, 26 de agosto de 2021

Polícia prende mandantes do assassinato de casal de trabalhadores rurais em Junco do Maranhão

A Polícia Civil do Maranhão prendeu, nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira(26), durante a operação “Terra Vermelha”, dois mandantes da morte de um casal de trabalhadores rurais em Junco do Maranhão, a 258 km de São Luís.

Além das duas prisões temporárias, a polícia deu cumprimento a três mandados de busca e apreensão na zona rural do município.

O crime ocorreu no dia 18 de junho deste ano, quando as vítimas, Maria da Luz Benício de Sousa e Reginaldo Alves de Barros, foram emboscadas quando estavam trabalhando em gleba de terra, não loteadas, nas proximidades da Comunidade Vilela, onde o casal era meeiro (trabalhava em terra de outra pessoa com reparte de seus rendimentos com o dono da terra).

Segundo as investigações, os mandantes do crime disputavam as terras com um sobrinho por desavenças de herança. Os presos vinham ameaçando matar o sobrinho e os meeiros para que abandonassem as terras. Após o crime, o sobrinho dos mandantes acabou abandonado sua propriedade.

Além das prisões, foram apreendidas duas espingardas, três revólveres calibre 38, além de outros itens que serão inseridos à investigação.

A operação contou com o apoio de policiais civis da Delegacia Regional de Zé Doca, Pinheiro e da SENARC.

O caso segue sendo investigado pelo Departamento de Homicídios do Interior/SHPP. O objetivo é identificar e prender os autores do crime.

No Twitter, a presidenta da Presidenta da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Maranhão (FETAEMA), Ângela Silva, disse que é importante que as investigações sigam e os mandantes e executores sejam encontrados e punidos no rigor da lei. “A Fetaema segue atenta para garantir o direito das agricultoras e agricultores familiares”, disse.

0 comentários:

Postar um comentário

CUIDE DO SEU SORRISO

CUIDE DO SEU SORRISO

Internet de Qualidade