quarta-feira, 24 de março de 2021

 



A Polícia Civil do Maranhão prendeu nessa terça-feira (23) um casal em São José de Ribamar por suspeita de tortura e estupro contra o próprio filho, que tem apenas três meses de vida. A prisão ocorreu por meio da Delegacia Especial da Mulher de São José de Ribamar (pertencente ao SAISP Leste subordinados a SPCC), com apoio da Guarda Municipal.

De acordo com a polícia, o cumprimento ao Mandado de Prisão Preventiva foi cumprido em desfavor do pai, de 20 anos, identificados pelas iniciais R. S. B, e a mãe, A. M. S. F., de 18 anos.

A denúncia chegou ao conhecimento da polícia no dia 12 de fevereiro deste ano, feita por profissionais de saúde do Hospital Municipal de São José de Ribamar, que atenderam o bebê. Ele apresentava ferimento extenso na língua, fissura no ânus e quadro grave de desnutrição.

A polícia informou que, na ocasião, foi lavrado o Auto de Prisão em Flagrante contra o casal, que depois foi posto em liberdade.

As investigações, então, conforme a polícia, evoluíram com documentos médicos, relatório do Conselho Tutelar, Boletins de Ocorrências e exame de verificação de práticas libidinosas.

De posse das informações necessárias, a delegada resolveu representar pela prisão cautelar dos pais da vítima. R. S. B. foi localizado na Vila Roseana Sarney, na Rua São Francisco, e A. M. S. F. no Bairro Turiuba II, em São José de Ribamar.

Os presos foram encaminhados a Unidade Prisional de Pedrinhas, onde ficarão à disposição da Justiça.

0 comentários:

Postar um comentário