quarta-feira, 24 de março de 2021



A Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga os reajustes de preços de combustíveis nos postos do Maranhão, CPI dos Combustíveis, solicitou a colaboração do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq-MA) na demanda.

Os deputados pediram ao INMEQ que disponibilize informações que possam colaborar no esclarecimento de se há a formação de cartel pelas redes de postos de combustíveis do Maranhão, no sentido de aumentar abusivamente o preço ao consumidor final.

Entre as informações, o presidente da CPI dos Combustíveis, deputado estadual Duarte Jr, quer sabe se o Instituto investigou nos últimos cinco anos possíveis irregularidades no preço do álcool, diesel, gasolina e gás no estado.

“Se houver, vamos encaminhar para que possa ser apurada a responsabilidade e possam ser aplicadas as sanções cíveis e penais àqueles que insistem em descumprir a lei”, informou o parlamentar.

Além do Inmeq, Petrobras, Cade, Senacon, Ministério Público, Procon, Defensoria Pública, SSP, Sefaz e Delegacia da Receita Federal, bem como revendedoras e distribuidores de combustível, são os órgãos que já haviam sido procurados pela Comissão.

0 comentários:

Postar um comentário