quarta-feira, 10 de março de 2021



O constante aumento do número de casos do novo coronavírus no Maranhão ratificou uma situação iminente de colapso dos sistemas público e privado de saúde do Estado.

Os principais hospitais particulares de São Luís e Imperatriz já anunciaram lotação máxima de leitos de UTI destinados à pacientes infectados pela doença.

A situação motivou o Procon, durante reunião realizada ontem, a solicitar a elaboração de um plano de emergência que promova o aumento deste tipo de atendimento.


Na região metropolitana de São Luís, formada pela capital e pelos municípios de São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa e Alcântara, dos 179 leitos de UTI disponíveis, 168 estão ocupados, restando apenas 11, o que configura uma taxa de ocupação de 93,85%.

Em Imperatriz, segunda maior cidade do Estado, a situação é ainda mais periclitante.

Dos 61 leitos disponíveis, 60 estão ocupados, o que reflete uma taxa de ocupação de 98,36%.

333 novos casos foram registrados nas últimas 24 horas, sendo que 34 novos óbitos foram contabilizados.

Um total de 223.822 pacientes testaram positivo para doença, sendo que 10.938 estão ativos.

207.575 pacientes conseguiram se recuperar. 5.309 óbitos foram computados até o momento.

0 comentários:

Postar um comentário