segunda-feira, 3 de agosto de 2020


O Tribunal Regional Eleitoral de Tocantins (TRE-TO) reprovou as contas da campanha de Marlon Reis (Rede) e José Geraldo de Melo Oliveira (PTB), candidatos a governador e vice, respectivamente, nas eleições de 2018. Eles ficaram em terceiro lugar.

Reis, para quem não sabe, é considerado o autor da Lei da Ficha Limpa, que torna inelegível, por um período de oito anos, candidato que tiver o mandato cassado, renunciar para evitar a cassação ou for condenado por órgão colegiado. Ele foi relator da proposta.

Apesar de a rejeição das contas haver sido determinada por um colegiado de juízes eleitorais, Marlon Reis garante que não é ficha suja.

“É só uma decisão administrativa, que não envolve o reconhecimento de nenhuma ilegalidade. Decidi nem mesmo recorrer”, disse ele ao Blog do Gilberto Léda.

0 comentários:

Postar um comentário