sexta-feira, 17 de julho de 2020
Rodovia Estadual MA-206- Foto Neto Weba

As rodovias estaduais,as MA-206 e MA-101 que serve de acesso a uma das regiões que possui o maior escoamento do pescado está abandonada. Vergonha! 

É o que mais se ouve dos motoristas que transitam pela rodovia que começou a ser restaurada pelo Governo do Estado em novembro de 2019, orçada em R$ 18 milhões obtidos pelo governo do estado junto ao Banco do Brasil, a obra está parada e demonstra o descaso com a população da região Oeste do Estado,aonde concentra-se as cidades de Amapá do Maranhão,Carutapera,Cândido Mendes,Godofredo Viana e Luis Domingues. 

VEJA TAMBÉM

Nas duas rodovias não existe um trecho em perfeito estado,o que causa revolta e prejuízos aos motoristas, a buraqueira obriga os motoristas de carretas,caminhões e carro de passeio a levar cerca de quatro a sete horas para concluir o trajeto até Quatro Bocas na BR-316, que está tomada por buracos e valetas. 

A rodovia está abandonada deste novembro do ano passado. Em um verdadeiro balé, os condutores buscam trechos menos esburacados para trafegar, o fluxo é intenso e mostra o potencial econômico da região. “Tá complicado este trecho aqui, são mais de 90 quilômetros e que são muito ruins”, disse o motorista Rubens. Outro motorista desabafou. “Isso aqui é uma vergonha, a gente passa carregado aqui, leva quatro,cinco horas para fazer esses 90 quilômetros aqui", disse Dinei, que seguia para São Mateus. Alguns motoristas que trafegam pelo local temem tombar a carga devido a péssima condição de conservação da rodovia. “O governo está deixando a desejar com os caminhoneiros”, pontuou outro motorista. Outro motorista que vinha da região. 

Maquinários estão parados em uma fazenda as margens da MA-206 próximo a Amapá do Maranhão

O problema pode se agravar ainda mais, na rodovia que deveria estar restaurada, não se vê maquinários, buracos já tomam conta dos trechos restaurados, não se sabe se o estado fiscalizou ou não a obra. Enquanto a obra não é retomada, os motoristas sofrem com as condições da rodovia. Até o momento o Governo do Estado ou responsáveis pela obra não se manifestaram sobre a situação ou de quando a obra será concluída com a qualidade esperada.

Em março deste ano a rodovia chegou a ser interditada por manifestantes na altura do rio dos peixes em Amapá do Maranhão e liberada 12 horas depois após acordo com a empresa responsável pela obra, o acordo foi  lavrado em cartório. Reveja aqui .

0 comentários:

Postar um comentário