domingo, 12 de julho de 2020

Na manhã da última sexta-feira (10), a operação Ramsés, deflagrada pela Polícia Civil, apreendeu documentos, computadores, Pen drives, Ipads, celulares em imóveis de luxo do médico Abdon Murad Júnior em São Luís.

Ele é acusado de aplicar um golpe milionário em investidores do Brasil.

Segundo a polícia, as investigações se destinam a apontar a autoria e materialidade daquilo que pode ser um dos maiores esquemas de fraude financeira do país, com movimentações bancárias milionárias.

O objetivo da ação policial é robustecer o acervo probatório do inquérito policial que tramita no 4° Distrito policial do Vinhais.

Foram alvos 2 apartamentos localizados na Península da Ponta d’Areia, que pertencem ao investigado, além de uma residência onde teria funcionado a sede da empresa AMJ PARTICIPAÇÕES, de propriedade do médico.

Abdon está sendo investigado pelo crime contra a economia popular, lavagem de dinheiro e estelionato.

Entre as vítimas do médico estão juízes, desembargadores, políticos, agiotas, empresários, promotores, policiais federais e civis.

Em razão do golpe, Murad já foi condenado por diversas vezes e terá que pagar mais de R$ 10 milhões aos investidores.

0 comentários:

Postar um comentário