segunda-feira, 22 de junho de 2020

Nas últimas 24h, 840 pessoas receberam alta de acordo com orientação do Ministério da Saúde



De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (22), pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Maranhão totalizou 47.776 pacientes curados de coronavírus. Nas últimas 24h, 840 pessoas receberam alta de acordo com orientação do Ministério da Saúde.

O boletim também informou, que desde o início do monitoramento de casos no estado, já foram realizados 136.689 testes. Mais de 65 mil casos foram descartados e hoje (22), o número de casos suspeitos é 1701.

Centros de testagem

Os testes podem ser feitos nos Centro de Triagem da Policlínica Diamantes e nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) do Araçagi, Cidade Operária, Itaqui-Bacanga e Vinhas. Para os profissionais da saúde e segurança pública o atendimento está acontecendo no Viva Beira Mar. No interior do estado, os teste estão sendo realizados nos hospitais regionais.

O boletim divulgou que o estado tem 70.689 casos confirmados de coronavírus e 1.760 óbitos. Nas últimas 24h, foram registrados 39 novas mortes e 630 casos de Covid-19. No interior do estado foi contabilizado 595 pessoas, Imperatriz registrou 10 e São Luís atingiu 25 novos casos.

Também segundo o boletim, dos mais de 70 mil casos confirmados, 21.153 ainda estão ativos. Desses, 20.106 estão em isolamento domiciliar, 657 internados em enfermaria e 390 em leitos de UTI.

O estado já contabiliza 47.776 pessoas recuperados do coronavírus. Ao todo, já foram realizados 136.689 testes.

Segundo informações da SES, os 39 novos óbitos registrados nas últimas 24h, aconteceram nas seguintes cidades: Cajapió (1), Iguarapé do Maio (1), Centro do Guilherme (1), Icatu (1), Pedreiras (1), Viana (1), Governador Edson Lobão (1), Amarante do Maranhão (1), Codó (1), Cachoeira Grande (1), Estreito (1), Penalva (1), Itapecuru-Mirim (1), São Bernardo (1), Coroatá (1), São João dos Patos (2), Coelho Neto (2), São José de Ribamar (2), Senador La Rocque (2), Grajaú (3), Barreirinhas (4) e São Luís (9).

A evolução do número de casos da síndrome respiratória aguda grave (SRAG) no estado continua em 19, estando presente na maioria dos casos o vírus da influenza B.

0 comentários:

Postar um comentário