sábado, 13 de junho de 2020


O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), rebateu o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e disse que abre as portas dos hospitais do estado caso o chefe do Executivo deseje verificar a lotação de leitos em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

Ontem, durante live, Bolsonaro, incentivou que as pessoas “arranjem um jeito” de entrar nos hospitais para checar a ocupação. Para Flávio Dino, o presidente está demonstrando ser uma pessoa “despreparada e desesperada”.

“Bolsonaro não pode mandar invadir hospital e filmar locais onde estão pacientes e profissionais trabalhando. E também não pode mandar extraoficialmente nada para Polícia Federal. Se manda, tem que ser por ofício assinado. E Abin não pode investigar”, escreveu DIno. “Se Bolsonaro não fosse essa pessoa despreparada e desesperada, saberia que não precisa mandar invadir hospital. Basta verificar os boletins que os governos estaduais publicam com o número de leitos ocupados. E se ele quiser visitar os nossos hospitais, eu mesmo mostro para ele”, completou.

0 comentários:

Postar um comentário