terça-feira, 30 de junho de 2020

Na sexta-feira (26), o cumprimento de uma medida judicial se tornou uma grande confusão em uma sessão da Câmara de Vereadores de Buriti Bravo, interior do Maranhão.

Segundo informações, os ânimos se acirraram entre o presidente da Câmara, vereador Wemerson Morais, e um integrante da imprensa.

A confusão quase chega às vias de fatos.

Ainda de acordo com os relatos, a briga ocorreu pelo fato da interrupção da sessão por determinação judicial. O presidente da Casa foi notificado pelo Oficial de Justiça em virtude de irregularidades no processo de cassação de duas vereadoras de Buriti Bravo, Marineide Brito e Raimunda Helena.

Os pedidos tem uma série de vícios e teriam sido motivados pelo acúmulo de cargos.

Os vereadores denunciantes, Reginaldo Carvalho e Cícero Genésio, foram convocados para prestar depoimentos, mas não compareceram na Câmara.

O Ministério Público já deu parecer favorável à permanência das duas vereadoras em seus mandatos.

0 comentários:

Postar um comentário