sábado, 25 de abril de 2020

Depois de atrair e envolver as vítimas, praticava atos sexuais e os filmava, usando uma câmera escondida. Posteriormente, passava a exigir das vítimas valores em espécie para não divulgar os vídeos em redes sociais.



Reprodução

A Polícia Civil do Maranhão prendeu, na tarde desta quinta-feira (23), um homem suspeito de praticar diversos crimes, dentre os quais estelionato, extorsão e violação sexual mediante fraude. Em um dos casos, ele estaria se passando por um médico e oferecia empregos mediante a sexo com as candidatas.

De acordo com a polícia, os relatos das vítimas informam que ele usava perfis falsos no Facebook, onde utilizava os nomes Leonardo Vasconcelos e Talvanne Mortegal Filho, identificando-se nos perfis como médico de grandes hospitais do Maranhão, para atrair vítimas, mulheres a quem oferecia vagas de emprego.

Depois de atrair e envolver as vítimas, praticava atos sexuais e os filmava usando uma câmera escondida. Posteriormente, passava a exigir das vítimas valores em espécie para não divulgar os vídeos em redes sociais. Além disso, administrava perfil usando o nome e fotos de uma das vítimas mulheres para atrair homens casados e depois passar a extorqui-los.

Com receio de terem suas intimidades expostas, as vítimas eram forçadas a depositar dinheiro para o investigado.

A ação aconteceu por intermédio da Delegacia de Polícia de Urbano Santos com apoio operacional da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI). Até o momento não sabe o número de vítimas, pois o suspeito já praticava os crimes há bastante tempo contra pessoas de diversas regiões do Estado.

A investigação continua e o acusado foi encaminhado ao sistema prisional, onde está a disposição da justiça

Do O Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário