segunda-feira, 30 de março de 2020


GONÇALO DE SOUSA SILVA E ESMAEL DE SOUSA, ESTÃO FORAGIDOS DESDE DO DIA DO CRIME.

A vítima foi dada inicialmente como desaparecida desde a última sexta-feira (27).

A justiça em Vitorino Freire, decretou na tarde de hoje (30), a prisão preventiva dos envolvidos direto no assassinato da empresária Maria Hilda da Silva Pereira(Leuda Construções)

A ordem judicial em desfavor de Gonçalo de Sousa Silva e Esmael de Sousa, já está com a polícia, a dupla continua foragido desde á última sexta feira (27/03), dia em que Leuda foi assassinada. Em depoimento, a professora Franciane Lima da Rocha (Fran), deu detalhes sobre a execução da vítima, após ser assassinada,Maria Hilda da Silva,teve o corpo esquartejado pelos dois homens. 

Franciane está presa e confessou o modo operante da execução, foi por enforcamento, Fran, contou detalhes da cena cruel, foi uma espécie de atitude diabólica, após ser assassinada, os dois homens esquartejaram a empresária e sumiram com o corpo. Associação ao crime, execução e ocultação de cadáver, são essas as atribuições aos foragidos.

Via Antonio Filho

0 comentários:

Postar um comentário