quarta-feira, 25 de março de 2020

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) declarou que contrato firmado entre a Prefeitura de Bequimão e o escritório de advocacia João Azêdo e Brasileiro Sociedade de Advogados é ilegal.

O pedido foi acatado após a representação do Ministério Público de Contas que alegou irregularidades no procedimento de inexigibilidade realizado pelo Executivo.

Além de considerar ilegal, a Corte determinou a imediata suspensão de pagamentos ao escritório de advocacia e que realize licitação para contratar os serviços advocatícios ou deixe a cargo da Procuradoria Municipal o acompanhamento dos precatórios do Fundeb.

Sem licitação, o João Azêdo e Brasileiro Sociedade de Advogados foi contratados para executar serviços jurídicos para conseguir o envio dos precatórios do Fundeb para a cidade de Bequimão, que seriam destinados pela União.

Veja a sentença abaixo:


0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração

Quer a melhor internet?

Quer a melhor internet?
Entre em contato agora mesmo.