sábado, 21 de março de 2020

Dino afirmou que as medidas visam combater o novo coronavírus, especialmente após a confirmação do primeiro caso do vírus do Maranhão.



Durante entrevista coletiva na manhã deste sábado (21), o governador do Maranhão Flávio Dino, determinou que lojas de rua, shoppings, bares, restaurantes, fechem imediatamente pelo período de 15 dias. Com exceção dos serviços de delivery e drive thru.

Dino anunciou também a paralisação de parte do serviço público, exceto aqueles indispensáveis. Supermercado, postos de combustíveis e farmácias deverão funcionar normalmente. O governador anunciou que espera uma posição do Governo Federal sobre o fechamento de bancos, que por enquanto mantém seus serviços normalizados.

Flávio Dino afirmou que as mudanças visam combater o novo coronavírus, especialmente após a confirmação do primeiro caso do vírus do Maranhão.

Os secretários de saúde do estado e município também participaram da coletiva, e afirmaram que governo e prefeitura estão adotando as medidas necessárias como forma de prevenção ao Covid-19.

Em novo decreto, além do fechamento do comércio, foi determinado a suspensão de visitas a pacientes com suspeita de infecção ou infectados pelo vírus internados em hospitais da rede pública ou privada de saúde.

O governador também informou que navios de cruzeiro vindos de locais com circulação confirmada do coronavírus ou com a situação de emergência decretada não poderão atracar no estado.

Apoio

Por meio de nota, diversos órgãos e associações ligadas ao comércio da capital e do estado se manifestaram a favor da determinação do governador, diante do cenário de pandemia do coronavírus.

Confira na íntegra:


0 comentários:

Postar um comentário